Cotidiano

MS já mandou 31 pacientes para UTIs em outros Estados e estuda enviar mais esta semana

Do total enviado, 4 morreram e 1 recebeu alta; demais seguem internados

Gabriel Maymone Publicado em 14/06/2021, às 09h10

No domingo (13), mais 2 pacientes foram encaminhados para São Paulo
No domingo (13), mais 2 pacientes foram encaminhados para São Paulo - Divulgação

Com superlotação em hospitais e uma das maiores filas de espera do país para leito UTI (Unidade de Terapia Intensiva), Mato Grosso do Sul já enviou 31 pacientes para hospitais em outros estados. Foram 9 para Rondônia e os demais para São Paulo.

A última transferência ocorreu no domingo (13), quando mais 2 pacientes foram enviados para os hospitais Metropolitano Santa Cecília e para o Ambulatório Médico Especializado Barradas, ambos em São Paulo.

A SES (Secretaria Estadual de Saúde) informou que a Central de Regulação Estadual está levantando a possibilidade de novas transferências.

Dos 9 pacientes enviados para Rondônia, 7 são de Dourados e os outros 2 são de Bonito e Itaquiraí.  Para São Paulo foram enviados pacientes de: Campo Grande (5), Dourados (10), São Gabriel D'Oeste (4) e Maracaju (3).

Pacientes

Dos pacientes com covid enviados para outros estados, 4 não resistiram e morreram. Uma delas é mulher de 52 anos de Dourados que havia sido transferida para a capital rondoniense no dia 7 de junho. O outro é um homem de 53 anos de Maracaju que morreu no dia 8 em São Paulo. O terceiro é um homem de 66 anos de Campo Grande que estava internado no estado de São Paulo desde o dia 8. Por fim, outro homem de Campo Grande, de 76 anos, que havia sido transferido para um hospital em São Paulo.

Dos demais, apenas 1 paciente de 29 anos que estava em Porto Velho (RO) já recebeu alta e retornou para Dourados na sexta-feira (11).

Jornal Midiamax