Cotidiano

Internada após acidente, mochileira precisa de doações de sangue na Santa Casa

Jennifer viajava pelo país com o namorado, Tiago, que faleceu após acidente

Mariane Chianezi Publicado em 29/11/2021, às 17h39

None
Fala Povo, Midiamax

Internada na Santa Casa de Campo Grande, Jennifer Santos Pereira, de 19 anos, precisa urgente de doação de sangue. A jovem mochileira está internada após acidente envolvendo uma BMW e Honda CG, onde viajava pelo país com o namorado,  Tiago Escarcell Bohrer, de 32 anos. Ele morreu dois dias após o acidente.

Conforme amigos, a jovem tem a tipagem A+, mas qualquer doação em nome de Jennifer é bem-vindo ao hospital. As doações podem ser feitas na Santa Casa, até das 7h Às 11h ou no Hemocentro de Campo Grande até das 7h às 17h.

Jennifer ficou sabendo na última semana da morte do namorado e, segundo a mãe, ainda não aceitava. A mãe explica que conversou com a filha no dia 24, e destaca que tentou poupar o sofrimento de Jeniffer, mas a jovem perguntava muito sobre o estado de saúde do namorado.

“Minha filha achava que ele estava internado e eu tentei segurar a verdade para evitar o sofrimento dela. Ela já estava desconfiando e fazia perguntas. Precisei dizer tudo”, disse Angélica.

O acidente

acidente envolveu duas motocicletas, uma BMW e uma Honda CG, e resultou na morte de Clovis Zolet, de 63 anos. O casal ficou gravemente ferido. A colisão ocorreu no km-97 por volta das 15 horas do dia 17 de novembro, quando Clovis, que estava na BMW em um comboio de motociclistas, tentou fazer a ultrapassagem de um caminhão em um local proibido e bateu frontalmente contra a Honda CG, onde estava o casal, de 19 e 32 anos. 

Com a batida, o casal foi arremessado para as margens da rodovia e o homem teve a perna amputada no local com a colisão. Já a jovem teve fraturas pelo corpo, sendo os dois socorridos em estado grave para uma unidade de saúde e depois levados para a Santa Casa de Campo Grande em vaga zero. 

Com a colisão entre as motocicletas, Clovis acabou atropelado pelo último eixo da carreta que tentava ultrapassar, morrendo no local. O grupo tinha como rota a cidade de Costa Rica, onde passariam a noite. Um empresário de Paraíso das Águas disse que seguia logo atrás e presenciou o acidente: "imagens que não esquecerei tão cedo", declarou.

Jornal Midiamax