Cotidiano

Dourados ainda tem regiões sem energia elétrica desde sexta-feira

Donos de chácaras e comerciantes engrossam as filas de reclamações de moradores e relatam prejuízos

Marcos Morandi Publicado em 19/10/2021, às 07h50

Imóvel na região central de Dourados, que foi atingido pelo temporal
Imóvel na região central de Dourados, que foi atingido pelo temporal - Marcos Morandi

Com a tempestade que atingiu Dourados na última sexta-feira (15), algumas regiões ainda estão sem energia elétrica. A área mais atingida até o momento é a rural, onde alguns pequenos proprietários já calculam prejuízo que mexem no orçamento familiar.

"Perdi minha produção de leite e tammbém terei que arcar com o conserto de alguns equipamentos nosso sítio", conta a dona de uma pequena propiedade rural localizada nas proximidades do Núcleo Industrial de Dourados, Eunice  do Carmo. "Estamos sem saber como fazer para mandar arrumar o motor e também o freezer que queimou", explica.

O mesmo acontece com alguns comerciantes da região central e residências em bairros da cidade que foram afetadas com as quedas de aproximadamente 150 árvores. “Aqui no meu bairro arrumaram os postes, mas o fornecimento de energia continua oscilante”, reclamou o dono de uma panificadora da Vila Tonani I, Abílio Mariano Ferreira da Silva.

O comerciante disse que já ligou várias para a concessionária, mas até o momento não recebeu uma resposta convincente sobre as constantes quedas de energia. O problema também é enfrentado pelo dono de uma sorveteria que perdeu toda a produção que estava armazenada para garantir as vendas até o próximo final de semana.

“Não sei o que fazer agora. Posso dizer que já perdi somente em quatro dias, mais de R$ 10 mil, só em matéria-prima que estava estocada”, reclamou o comerciante que estuda entrar na Justiça contra a empresa concessionária de energia.

Já a dona de casa do Jardim Água Boa, Elisete Vieira Barbosa, relata que perdeu uma televisão e também um notebook. “A gente fica sem saber o que fazer e para quem reclamar diante dos prejuízos”, afirma Elisete. Ela disse, ainda que a filha que é advogada, deve entrar com reclamações no Procon.

Procurada pela reportagem do Midiamax, a empresa concessionária de serviços elétricos informou que todo o efetivo técnico foi disponibilizado para atendimento dos pontos mais afetados, principalmente na região central e nos bairros da cidade e que a situação deve ser normalizada.

Notificação

Segundo informações da Prefeitura de Dourados, o Procon  notificou  a concessionária de energia, Energisa, em razão da demora no restabelecimento de energia elétrica em alguns pontos no município. Com isso, a empresa terá até 48 horas para apresentar as medidas adotadas para regularizar o abastecimento, quais pontos ainda estão sem o fornecimento e qual a previsão para que o serviço seja restabelecido nestes locais.

Entre os pontos mais afetados pelo desabastecimento desde sexta-feira (15), segundo o Procon,  estão os bairros Santa Fé e Jardim Caramuru. De acordo com o documento encaminhado para a Energisa, caso a concessionária não apresente os documentos solicitados ela poderá responder sob pena das sanções administrativas cabíveis.

Jornal Midiamax