Cotidiano

De moto ou pedalando até 16 km, famílias se reúnem em manifesto do 7 de Setembro em Campo Grande

Motociata da Independência reuniu manifestantes no estacionamento do Yotedy

Renata Volpe e Gabriel Silva Publicado em 07/09/2021, às 09h18

Ciclistas reunidos no estacionamento do Yotedy
Ciclistas reunidos no estacionamento do Yotedy - Henrique Arakaki, Jornal Midiamax

Mesmo com um calor de 35ºC na manhã desta terça-feira (7), pedalar 16 quilômetros para chegar até o ponto de encontro da manifestação a favor do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) não é problema para algumas pessoas.

A técnica de Enfermagem, Helena Maira de Oliveira, de 54 anos, pedalou 16 quilômetros para chegar ao local. Ela mora próximo ao Aeroporto Internacional de Campo Grande. “Já ando de bicicleta para praticar esporte e hoje decidi participar do protesto”.

O percurso é de 20 quilômetros, o que não deve ser problema para Helena. “É o primeiro protesto que participo e estou achando bem tranquilo, clima agradável”, disse.

Reunidos no estacionamento do Yotedy, na Avenida Antônio Maria Coelho, a expectativa é de reunir mais de 600 motos e 300 bicicletas. 

Organizador da motociata, o deputado estadual Capitão Contar (PSL) disse que o número de motos e bikes deve superar o esperado. “Isso é manifestação democrática que ocorre no país todo, a maior que o mundo já viu. Reflete o sentimento de amarmos esse chão e essa pátria. Vamos mostrar ao mundo que estamos nos libertando da corrupção que assola o país”.

Acompanhado da esposa e das duas filhas, de 5 e 8 anos, manifestante que não quis se identificar estava de carro no local. “Trago minhas filhas para tentar passar que elas têm o direito de manifestar suas ideias e apoiar o que acharem certo”.

Este é o terceiro protesto que ele participa com a família. “Independente do partido ou político que apoiamos, precisamos manifestar nosso interesse”.

Jornal Midiamax