Com 64% vacinados, MS tem semana com menos casos de coronavírus no ano

Estado encerrou semana com 3,3 mil casos, uma média de 476 infectados por dia
| 14/08/2021
- 16:32
Variante P1 corresponde a 40% dos casos mapeados em MS.
MS encerrou semana com queda em casos e mortes. - Henrique Arakaki/Midiamax

encerra a semana epidemiológica neste sábado (14) com o total de 3.336 pacientes infectados pelo . Apesar ainda serem muitas pessoas contaminadas, o número representa a semana com o menor quantitativo de infectados do ano. A queda nos indicativos da pandemia tem acontecido devido ao avanço da campanha contra a covid, que já vacinou 64,7% da população geral em MS com pelo menos uma dose.

Dados divulgados pela SES (Secretaria de Estado de Saúde) mostram que foram 3.336 contaminados na segunda semana de agosto. O dado apresenta uma queda em relação à semana anterior, que registrou 3.434 casos. O recorde histórico em Mato Grosso do Sul foi registrado em junho, com mais de 13 mil infectados em apenas uma semana – números que, graças à imunização, parecem ter ficado para trás.

Com relação às mortes, Mato Grosso do Sul também registrou queda. Ao longo desta semana, foram contabilizadas 98 mortes por covid no Estado, contra 124 da semana anterior. Conforme dados da SES, este é o menor quantitativo de óbitos registrado em uma semana desde fevereiro. O recorde histórico de MS foi em abril, quando foram contabilizadas 347 mortes em apenas sete dias.

Apesar da melhora nos indicativos da pandemia, a taxa de contágio aumentou na última semana em Mato Grosso do Sul. MS tem uma taxa de 0,89, que indica que cada 100 infectados pode contaminar outras 89 pessoas, que em seguida contaminarão 79 pessoas, que por sua vez transmitirão o vírus a outras 70 pessoas e, assim por diante.

MS tem 64,7% da população geral com ao menos uma dose da vacina e 37,36% da população com o esquema vacinal completo, ou seja, que tomaram as duas doses ou a vacina de dose única. Com relação aos adultos, 87,42% estão vacinados e 50,41% completamente imunizados.

Veja também

Benefício de R$ 53 é pago a 5,68 milhões de famílias

Últimas notícias