Cotidiano

Campo Grande removeu 952 árvores e galhos e atendeu 40 famílias em 24h

Solicitações estão sendo realizadas desde sexta-feira, quando o dia virou noite na Capital

Renata Barros Publicado em 19/10/2021, às 11h37

Árvores que interditavam ruas foram priorizadas
Árvores que interditavam ruas foram priorizadas - Foto: RanzielOliveira/JornalMidiamax

Mesmo após quatro dias da tempestade que atingiu Campo Grande, a população ainda tenta reparar os danos deixados pela chuva intensa. Centenas de árvores caíram no município, interditando vias, destruindo residências e provocando acidentes. A Prefeitura Municipal registrou desde o temporal mais de 2 mil ligações solicitando remoção e poda de árvores.

Segundo informado em nota ao Jornal Midiamax, somente nesta segunda-feira (18) foram registradas 952 ordens de serviço, sendo 898 para retiradas de galhos e árvores e 54 informando locais com risco de acidente e semáforos desligados e intermitentes.

“As árvores que estavam obstruindo as ruas já foram retiradas das vias como medida prioritária. O serviço se concentra agora na retirada dos galhos e dos cortes acumulados com as podas”, explica o comunicado.

Após temporal, saiba como identificar risco de queda de árvores e solicitar remoção

Árvore caiu e ficou atravessada na Avenida Madrid, em Campo Grande. Foto: FalaPovo/Midiamax

Apoio emergencial

Para atender às famílias que tiveram suas casas afetadas pela chuva, a Amhasf (Agência Municipal de Habitação e Assuntos Fundiários) anunciou, nesta segunda-feira (18), um auxílio emergencial para moradores em situação de vulnerabilidade.

Somente nas primeiras 24h, mais de 40 atendimentos foram realizados pela Secretaria, conforme anunciado pela Prefeitura Municipal.

Famílias do bairro Noroeste tiveram lares danificados durante chuva forte. Foto: Ranziel Oliveira/JornalMidiamax

Para receber o auxílio, os moradores precisam ter que renda familiar de até R$ 1.800 e habitar em moradias com até 70 metros quadrados. O auxílio não é financeiro, ou seja, com a entrega de dinheiro. E sim, por meio de doação de materiais necessários para a reforma de cada moradia. Os reparos ficam por conta do morador.

Solicitação

O auxílio emergencial para as residências pode ser solicitado por meio telefone 3314-3900. Após o contato, será realizada visita técnica ao imóvel.

Já para solicitar a remoção emergencial de árvores caídas, é necessário ligar na Central 156, das 7h30 às 21h.

Jornal Midiamax