Cotidiano

Quase 2 dias após tempestade, árvores continuam caídas fechando ruas de Campo Grande

Falta de luz também exige paciência de campo-grandenses

Lucas Mamédio Publicado em 17/10/2021, às 10h04

Árvore caída na rua Matheus Lescano
Árvore caída na rua Matheus Lescano - (Foto: Arquivo Pessoal)

A 'ressaca' da tempestade de sexta-feira (15) parece que vai demorar a passar em Campo Grande. Além da falta de energia enfrentada por moradores há varias horas, ruas de diversos bairros continuam interditadas por conta das árvores que caíram com os fortes ventos.

Na rua Matheus Lescano, no Bairro Aymoré, não passa nem carro nem moto, pois uma árvore interrompe a via. Além disso, cabos de energia estã soltos após romperem com os ventos da tempestade.

A rua dos arquipélagos, no Coophavilla 2, também está fechada por conta de uma árvore. Além disso, moradores da região também estão reclamando de falta de energia.

Outra via onde uma árvore caída interrompeu o trânsito é na rua Roberto Splenger neto, no Taquaral Bosque.

A concessionária de energia, Energisa, ainda não divulgou novo balanço neste domingo sobre quantas casas remanescem sem energia em Campo Grande. Pelo menos 21 bairros registravam falta de energia na Capital até a noite deste sábado. 

Neste sábado, a prefeitura de Campo Grande informou que 300 trabalhadores estavam empenhados em retirar as árvores caídas. O secretário da Sisep (Secretaria Municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos), Rudi Fioresi, nos últimos dois dias, durante as chuvas, foram registradas mais de 250 quedas de árvores na cidade, entre plantas condenadas e, inclusive, árvores sadias que não resistiram a força dos ventos.

Retirada das árvores

Embora o serviços esteja mais lento que o usual por conta da alta demanda, a Prefeitura Municipal de Campo Grande informou que o horário de atendimento da Central 156 foi ampliado para que a população possa registrar as solicitações para retirada de árvores que estão obstruindo as vias de trânsito.  Além da Central 156, a Defesa Civil do Município está disponível pelo telefone 199

Jornal Midiamax