Cotidiano

Atendente de farmácia na Santa Casa, ex-professora causa polêmica ao ser vacinada em MS

Uma servidora causou polêmica nas redes sociais nesta terça-feira (26) após ser imunizada contra a Covid-19, o novo coronavírus, em Corumbá, a 400 km de Campo Grande. Moradores questionaram o por que de a servidora, que seria professora, fora de qualquer grupo prioritário no plano de vacinação, estaria sendo vacinada. A situação foi esclarecida pela […]

Mariane Chianezi Publicado em 27/01/2021, às 07h02 - Atualizado em 28/01/2021, às 07h57

Foto: Reprodução/Facebook
Foto: Reprodução/Facebook - Foto: Reprodução/Facebook

Uma servidora causou polêmica nas redes sociais nesta terça-feira (26) após ser imunizada contra a Covid-19, o novo coronavírus, em Corumbá, a 400 km de Campo Grande. Moradores questionaram o por que de a servidora, que seria professora, fora de qualquer grupo prioritário no plano de vacinação, estaria sendo vacinada. A situação foi esclarecida pela Prefeitura Municipal da cidade.

Em uma publicação nas redes sociais, a servidora comemora a imunização, dizendo se sentir sortuda e confiante na ciência, além de compartilhar a animação dos colegas para a primeira dose do imunizante. “O importante é confiar nos cientistas. Povo animado para vacinar”, disse em texto.

Após a publicação, alguns moradores corumbaenses pediram explicações e questionaram se a mulher não estaria “furando” a fila da CoronaVac. “Ela não é professora? Profissionais da saúde que deveriam ser prioridade”, disse uma moradora.

Por meio da assessoria de comunicação, a Prefeitura Municipal de Corumbá explicou que a servidora atuou como professora na Rede Municipal de Educação até 2019 e que desde outubro de 2020 trabalha na Santa Casa.

“A servidora em questão trabalhou como professora contratada da Reme até o dia 13/12/2019. Em 21/10/2020 ela foi contratada pela Santa Casa para trabalhar como atendente de farmácia, onde tem auxiliado pacientes e todo corpo clínico desde então”, explicou prefeitura.

Fala Povo: O leitor pode falar direto no WhatsApp do Jornal Midiamax pelo número (67) 99207-4330. O canal de comunicação serve para os leitores falarem com os jornalistas.

Se preferir, você também pode falar com o Jornal direto no Messenger do Facebook.

Jornal Midiamax