Cotidiano

Após ‘Semana do Saco Cheio’, escolas estaduais buscam alunos que não voltaram às aulas em MS

Alunos que continuam faltando sem justificativa receberão falta

Mylena Rocha Publicado em 20/10/2021, às 09h15

Equipes escolares entram em contato com estudantes ou responsáveis dos alunos que ainda não retornaram às atividades.
Equipes escolares entram em contato com estudantes ou responsáveis dos alunos que ainda não retornaram às atividades. - Henrique Arakaki/Midiamax

As escolas estaduais retomaram as aulas 100% presenciais em outubro e, depois da ‘Semana do Saco Cheio’, as equipes fazem a busca ativa por alunos que ainda não voltaram à rotina em Mato Grosso do Sul. Como a semana anterior foi de feriado, os alunos ainda tiveram poucos dias de aula totalmente presencial, mas a SED (Secretaria de Estado de Educação) já tem entrado em contato com os estudantes que faltaram às escolas. 

A SED explica que após o período conhecido como ‘Semana do Saco Cheio’, tem trabalhado com orientações às unidades da Rede Estadual voltadas à busca ativa. Com a busca, equipes escolares entram em contato com estudantes ou responsáveis pelos alunos que ainda não retornaram às atividades presenciais. 

A busca ativa é uma das iniciativas utilizadas para evitar a evasão escolar e tem sido posta em prática desde o período em que as aulas ainda estavam híbridas, ou seja, com alunos divididos entre o ensino presencial e remoto. “[A iniciativa] faz parte de um conjunto de ações realizadas pela SED e também pelas escolas da Rede, com o objetivo de conscientizar a comunidade sobre a importância do retorno presencial às aulas neste início de 4º bimestre”. 

Alunos levam falta? 

Durante a live que anunciou o retorno às aulas 100% presenciais, o secretário adjunto Edio Antônio Resende de Castro havia dito que os alunos que não comparecessem em um primeiro momento, não levariam falta. “Foi por que o pai não deixou vir? Foi por que está trabalhando para ajudar na renda? Eu peço que o gestor escolar entenda, que não coloque falta no primeiro momento”. 

Contudo, agora a situação é outra. Em nota, a SED respondeu que os alunos levarão falta caso não deem justificativa para não comparecer à escola. “Por se tratar de período letivo, caso não tenha uma justificativa prévia ou contato com a gestão da escola, por parte dos familiares/responsáveis, serão aplicadas faltas aos estudantes que não estiverem presentes”.

Aulas 100% presenciais

Depois de mais de 500 dias com ensino remoto ou híbrido, as escolas estaduais retomaram as aulas totalmente presenciais em Mato Grosso do Sul. No dia 4 de outubro, o ensino em casa chegou ao fim e todos os alunos tiveram que voltar às escolas. Além disso, as salas de aula não têm mais a restrição na ocupação conforme a bandeira do Prosseguir (Programa de Saúde e Segurança da Economia). 

O secretário adjunto da SED, Edio Antônio Resende de Castro, disse que a volta às aulas presenciais sem limite de ocupação nas salas de aula foi uma decisão unânime durante reunião do Prosseguir. Castro reforçou que a decisão foi possível devido ao alto índice de cobertura vacinal entre adultos e adolescentes. Ele reforçou que o retorno era necessário, pensando também em alunos que sofrem violência em casa ou que precisam da merenda para se alimentarem. “Era necessário voltar o mais urgente possível”, frisou.

Jornal Midiamax