O Rio atingiu 7,04 metros na manhã deste domingo (24) na região do município de mesmo nome –a 120 km de Campo Grande–, mantendo a tendência de queda no volume após se aproximar dos 8 metros na semana passada e desalojar famílias ribeirinhas.

Na comparação com a medição de sábado, o recuo das águas é de quase um metro, mas a situação segue sendo monitorada.

A baixa apontada neste domingo segue as expectativas da de Aquidauana, que espera o retorno dos moradores às suas casas nesta segunda-feira (25). Duas famílias foram levadas para o Salão Paroquial de uma igreja, enquanto a terceira está com parentes.

O retorno, porém, depende da não ocorrência de novas chuvas, o que, segundo a previsão do tempo, pode ocorrer ao longo desta semana e não apenas sobre o .

A cheia também é resultado do aumento dos níveis de afluentes nas regiões de Rochedo e Corguinho, por onde o Rio Aquidauana passa.

Famílias da região que precisarem de atendimento em eventos novos alagamentos devem contatar a Defesa Civil pelo 193. (Com O Pantaneiro)