Servidores querem saber porque Detran-MS não isolou chefe com positivo para coronavírus

O Sindetran (Sindicato dos Servidores de Departamento Estadual de Trânsito de MS) encaminhou à presidência do Detran-MS pedido de esclarecimentos acerca de uma funcionária em cargo de chefia que não foi dispensada do trabalho, na sede do órgão, mesmo com diagnóstico positivo para o novo coronavírus. A situação foi relatada na terça-feira (26), em reportagem […]
| 27/05/2020
- 16:29
Servidores querem saber porque Detran-MS não isolou chefe com positivo para coronavírus
Servidores apontam falta de transparência e temem ineficácia do teste | Foto: Divulgação - Servidores apontam falta de transparência e temem ineficácia do teste | Foto: Divulgação

O Sindetran (Sindicato dos Servidores de Departamento Estadual de de MS) encaminhou à presidência do Detran-MS pedido de esclarecimentos acerca de uma funcionária em cargo de chefia que não foi dispensada do trabalho, na sede do órgão, mesmo com diagnóstico positivo para o novo coronavírus.

A situação foi relatada na terça-feira (26), em reportagem do Jornal Midiamax, na qual servidores estariam receosos com a transferência de uma funcionária teria atestado falso positivo para coronavírus (Covid-19). O departamento afirma que a servidora não está infectada e que setor passará por uma limpeza rigorosa.

Porém, de acordo com o documento enviado ao Rudel Trindade, presidente do órgão, o Sidetran defende que, sim, a funcionária tem diagnóstico positivo e que houve dos servidores do departamento, já que ela teria circulado por vários blocos da sede e, inclusive, participado de uma reunião com servidores do interior. Assim, o Sindetran pede o afastamento imediato da servidora e de todos os outros funcionários que tiveram contato direta e indiretamente com ela.

O documento redigido pelo Sindetran contradiz o que foi informado na tarde de terça-feira (26) ao Jornal Midiamax. Em nota, o Detran-MS havia confirmado que, de fato, a servidora em questão apresentou sintomas, como febre, e que ela realizou o teste rápido de Covid-19 pelo SUS, que resultou positivo. Posteriormente, ainda segundo o órgão, a paciente realizou outro exame mais acurado em uma clínica particular, cujo resultado foi negativo para a doença.

Vale lembrar que somente ontem uma nova portaria tornou obrigatório a todos os funcionários o uso de máscaras de proteção durante o expediente. O Detran-MS chegou a suspender atividades, mas retomou gradativamente os serviços após implantação de um plano de biossegurança.

* Alterada às 13h41 para correção de informações

Veja também

Entregas foram feitas junto com presidente do Incra, Geraldo Melo Filho

Últimas notícias