Cotidiano

Já sofreu assédio moral? UEMS cria cartilha para ajudar trabalhadores

Com intuito de ajudar as pessoas a identificarem assédio moral no trabalho, a UEMS (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul), através da pró-reitoria de Desenvolvimento Humano e Social, lançou uma cartilha explicando como funciona em aspecto jurídico e as consequências emocionais e psicológicas para o trabalhador. A cartilha se chama “Aspectos Jurídicos e Consequências […]

Carolina Rocha Publicado em 26/12/2020, às 08h50

Foto: Reprodução | UEMS
Foto: Reprodução | UEMS - Foto: Reprodução | UEMS

Com intuito de ajudar as pessoas a identificarem assédio moral no trabalho, a UEMS (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul), através da pró-reitoria de Desenvolvimento Humano e Social, lançou uma cartilha explicando como funciona em aspecto jurídico e as consequências emocionais e psicológicas para o trabalhador.

A cartilha se chama “Aspectos Jurídicos e Consequências Emocionais e Psicológicas” e de acordo com a professora Rosa Maria Farias Asmus, chefe da Divisão de Desenvolvimento de Pessoas da pró-reitoria responsável, o trabalho foi desenvolvido pelo setor de atendimento psicossocial.

“A cartilha visa esclarecer e informar como detectar e agir nos casos de assédio moral, muitas vezes não qualificados como tal por desconhecimento da legislação pertinente”.

As publicações foram feitas pelas técnicas administrativas, Cristiane Domingos (assistente social) e Danielly Miranda Barbosa (Psicóloga organizacional), além do docente Fernando Machado, do curso de direito da universidade de Naviraí, município distante 295 quilômetros de Campo Grande.

Cristiane Domingos, também está no setor de atendimento psicossocial e explica, de forma geral, que o assédio moral no trabalho traz grande preocupação em virtude dos desgastes e prejuízos que pode gerar para vida dos servidores, seu familiares e para instituição.

Para a construção da cartilha, o assunto foi debatido, por videoconferências, em dois momentos. No primeiro, foi debatido o tema: “Assédio Moral no Trabalho – aspectos jurídicos”. Já em um segundo momento, foi discutido o tema: “Assédio Moral no Trabalho – consequências emocionais e psicológicas”. “Percebemos um interesse significativo nas videoconferências, tanto por parte de gestores, como servidores em geral, em conhecer e entender um pouco mais sobre o assunto. Então achamos que seria viável termos um material para que todos pudessem consultar quando necessário”, enfatizou Domingos.

A cartilha traz informações sobre formas de assédio moral, exemplos de condutas abusivas, diferença entre assédio e conflito, prevenção contra o assédio moral, responsabilizações jurídicas para quem pratica assédio moral, consequências emocionais do assédio moral, sintomas comportamentais do assédio moral e, também, as formas de como denunciar as condutas abusivas.

“O trabalho é um processo que faz parte da vida humana e acreditamos que relações profissionais saudáveis são frutos de um ambiente onde prevaleçam a ética e o respeito. Ações educativas e de conscientização como esta visam a prevenção como meio de impedir e/ou coibir a prática abusiva e evitar prejuízos a todos”, finaliza a servidora.

Jornal Midiamax