Em meio a pandemia do coronavírus, o público sul-mato-grossense ganha destaque nacional. A TVE Cultura MS foi citada pelo Instituto Datafolha, em uma pesquisa sobre os índices de confiança da população brasileira sobre a atuação da imprensa nesse momento de crise do coronavírus.

Para o diretor presidente da TVE Cultura MS, Bosco Martins, o que motiva é a valorização da boa comunicação durante os fenômenos da pandemia. “Mais uma vez o valor da imprensa comprometida com a responsabilidade, a verdade dos fatos, se sobrepõe a enxurrada de fakes news e besteirol das redes sociais”, diz.

Segundo Bosco, os diversos formatos dos veículos jornalísticos têm “conquistado nesse momento, no mundo todo, uma audiência fantástica e o engajamento de seu público leitor, por conta de sua credibilidade na sociedade em que atua”. Em e-mail para a Fertel (Fundação Estadual Jornalista Luiz Chagas de Rádio e TV Educativa), o atual diretor de jornalismo da TV Cultura, Leão Serva, elogiou o desta e comentou sobre os pontos que são importantes para a boa colocação.

Para ele, a parceria da rede paulista e TVE Cultura MS se dá de forma diária, com o envio e exibição de boletins e informes produzidos pela equipe da TVE Cultura em colaboração com a emissora pública do governo de . No editorial, que divulgou a pesquisa, o trabalho das emissoras foi considerado como um dos maiores e mais polêmico jornal da imprensa brasileira.

Jornalismo durante a pandemia

Segundo a Fertel, as atividades dos veículos públicos do estado continuaram ativos, por recomendação do governador (PSDB) e para repassar informações confiáveis para a população. A direção unificou o seu noticiário da TVE Cultura, Rádio Educativa FM 104.7 e Portal da Educativa, e intensificou com a distribuição nas plataformas digitais, e pela rede Cultura, os esclarecimentos sobre comportamento e impactos da pandemia no dia a dia da população sul-mato-grossense.

Além da intensificação, os veículos têm trabalhado para combater as fake news espalhadas nas redes sociais. “Essa providência está em sintonia com o protocolo do Comando de Comunicação do Governo do Estado”, explica Bosco.

Além disso foram enviador dois profissionais para ajudar na cobertura do Hospital Regional, “a pedido do secretário Riedel”, afirma. O governador Reinaldo Azambuja lembra que além de combater as falsas informações, “o jornalismo retrata o momento, mostrando as iniciativas, os gestos de solidariedade e também apontando os abusos e a exploração”.

Serviço

Para assistir a TV Cultura na televisão:

– Canal 4.1 TV Aberta
– Canal 13.1 TV Aberta
– Canal 15 NET
– Canal 304-1 SKY
– Canal 404 CLARO TV
– Canal 513 VIVO

Para acompanhar a da TV Cultura pela internet, basta clicar aqui.