Defensoria Pública orienta controle de turistas pescadores em quilombolas de Sonora

A Defensoria Pública de Mato Grosso do Sul, emitiu nesta terça-feira (14) uma recomendação ao município de Sorona, a 362 quilômetros de Campo Grande, para realizar controle de turistas à comunidade quilombola da região, durante a pandemia de coronavírus (Covid-19). Conforme a coordenadora o Nupiir (Núcleo do Institucional de Promoção e Defesa dos Povos Indígenas […]
| 14/04/2020
- 19:31
(Foto: Assessoria PMA)
(Foto: Assessoria PMA) - (Foto: Assessoria PMA)

A de Mato Grosso do Sul, emitiu nesta terça-feira (14) uma recomendação ao município de Sorona, a 362 quilômetros de Campo Grande, para realizar controle de turistas à comunidade quilombola da região, durante a pandemia de coronavírus ().

Conforme a coordenadora o Nupiir (Núcleo do Institucional de Promoção e Defesa dos Povos Indígenas e da Igualdade Racial e Étnica), defensora pública Neyla Ferreira Mendes, durante a quarentena houve registros de pesca de turistas paulistas, estado que mais registra casos no Brasil.

“Existe uma grande preocupação com essa situação, pois Sonora tem registrado uma quantidade expressiva de casos confirmados da covid-19, em relação aos outros municípios de MS. Estamos em contato com a comunidade quilombola, da família Batista, que tem nos repassado o não cumprimento do por parte dos turistas”, afirma.
Em nota, a Defensoria informou que está aguardando uma resposta do município.

Veja também

O certame será executado pela Fapec (Fundação de Apoio à Pesquisa, ao Ensino e à Cultura).

Últimas notícias