Cotidiano

Conselho de Enfermagem vai à Justiça para obrigar contratação de 150 profissionais no HRMS

O Coren-MS (Conselho Regional de Enfermagem de Mato Grosso do Sul) enviou nesta quinta-feira (19) à 4ª Vara Federal de Campo Grande, uma liminar pedindo antecipação de tutela para contratar 100 técnicos de enfermagem e 50 enfermeiros para o Hospital Regional Rosa Pedrossian. O hospital é referência para tratar e realizar exames do novo coronavírus […]

Karina Campos Publicado em 19/03/2020, às 17h08 - Atualizado em 20/03/2020, às 08h12

Hospital Regional em Campo Grande. (Divulgação, Governo de MS)
Hospital Regional em Campo Grande. (Divulgação, Governo de MS) - Hospital Regional em Campo Grande. (Divulgação, Governo de MS)

O Coren-MS (Conselho Regional de Enfermagem de Mato Grosso do Sul) enviou nesta quinta-feira (19) à 4ª Vara Federal de Campo Grande, uma liminar pedindo antecipação de tutela para contratar 100 técnicos de enfermagem e 50 enfermeiros para o Hospital Regional Rosa Pedrossian. O hospital é referência para tratar e realizar exames do novo coronavírus (Covid-19).

Em nota, a assessoria de imprensa informou que desde o ano passado considera déficit no quadro de funcionários da unidade. O ideal para atendimento, segundo a ação pública seria de 454 profissionais den enfermagem para atual entre 2017 e 2019.

“Com a pandemia de Covid-19 o quadro de déficit se agravou imensamente, haja vista que o referido hospital foi designado pela Secretaria de Saúde estadual como referência no atendimento a pacientes com suspeita de contágio pelo terrível vírus, o que fez aumentar sobremaneira o fluxo de atendimentos”, diz a petição.

O hospital também vem enfrentando a falta de EPIs (Equipamentos de Proteção Individual), como noticiado pela reportagem do Jornal Midiamax. Devido a falta de insumos, a nota ressalta que outra recomendação da autarquia é que somente profissionais em contato direto com casos suspeitos de infecção pelo vírus usem máscaras de proteção.

Jornal Midiamax