Além do Rio Paraguai, mais duas bacias do Estado enfrentam situação crítica pela estiagem

O Rio Paraguai registra uma das piores baixas dos últimos 110 anos, por conta do período de estiagem. O nível da principal bacia que banha o Estado também influencia na situação crítica do Rio Aquidauana e Rio Pardo, em Santa Rita do Pardo, com níveis abaixo do ideal, nesta segunda-feira (5). Conforme o boletim diário […]
| 05/10/2020
- 18:24
Além do Rio Paraguai, mais duas bacias do Estado enfrentam situação crítica pela estiagem
Nível negativo do Rio Paraguai foi constatado pela régua da Marinha, em Ladário. (Imagem: Ilustrativa) - Nível negativo do Rio Paraguai foi constatado pela régua da Marinha, em Ladário. (Imagem: Il

O Rio Paraguai registra uma das piores baixas dos últimos 110 anos, por conta do período de estiagem. O nível da principal bacia que banha o Estado também influencia na situação crítica do e Rio Pardo, em Santa Rita do Pardo, com níveis abaixo do ideal, nesta segunda-feira (5).

Conforme o boletim diário do Imasul (Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul), o apontou pela medição em Ladário a negatividade de -11; em Porto Esperança -75; e em Porto Murtinho 121.

A bacia do Rio Aquidauana registra baixa de 184 na cota normal. O nível mantém situação crítica há mais de 10 dias e está baixando cada dia mais. No sábado (3) a régua mediu 187, no domingo (185).

Além do Rio Paraguai, mais duas bacias do Estado enfrentam situação crítica pela estiagemA sub-bacia do Rio Paraná, o Rio Pardo, na Fazenda Buriti apontou baixa de 274 no nível normal. Ainda de acordo com o monitoramento, as fluentes estão 95% abaixo da cota de permanência.

Sem previsão de chuva

A falta de chuva continua castigando e deve aparecer apenas a partir do dia 12 no Estado, segundo o meteorologista Natálio Abraão Filho. “Sem mudança até lá”, disse.

A umidade relativa do ar varia entre 9% a 30%, abaixo do ideal para saúde, de acordo com a OMS (Organização Mundial da Saúde). Ainda conforme o especialista, durante a semana é esperado altas temperaturas que variam com máxima de 36°C a 41°C.

Veja também

Últimas notícias