Cotidiano

Procura por vacina está maior em unidades de urgência e emergência da Capital

Ainda dá tempo de conseguir se imunizar contra a gripe em Campo Grande. Nesta terça-feira (4), segundo dia de vacinação sem grupo de classificação, as filas estão maiores das unidades de urgência e emergência. Por volta das 9 horas de hoje, 10 postos de saúde da Capital já estavam com os estoques zerados. Uma equipe […]

Kamila Alcântara Publicado em 04/06/2019, às 11h48

CRS Aero Rancho está com a fila para fora da unidade. (Foto: Vinícius Costa)
CRS Aero Rancho está com a fila para fora da unidade. (Foto: Vinícius Costa) - CRS Aero Rancho está com a fila para fora da unidade. (Foto: Vinícius Costa)

Ainda dá tempo de conseguir se imunizar contra a gripe em Campo Grande. Nesta terça-feira (4), segundo dia de vacinação sem grupo de classificação, as filas estão maiores das unidades de urgência e emergência.

Por volta das 9 horas de hoje, 10 postos de saúde da Capital já estavam com os estoques zerados. Uma equipe do Jornal Midiamax visitou algumas regiões e constatou a grande procura nas unidades que atendem 24h, que são os CRSs (Centro Regional de Saúde) e UPAs (Unidade de Pronto Atendimento).

Porém, ainda há poucas doses em onze UBFS (Unidade Básica de Saúde Familiar). Nas dos bairros Cidade Morena, Marabá, Albino Coimbra, Azaleia, Silvia Regina, Paradiso, Lar do Trabalhador, Mata do Jacinto e Aero Itália esgotaram.

Já nas UBS (Unidade Básicas de Saúde), restam ainda 16 locais com doses, exceto na da Vila Carlota. Um exemplo é a do Jockey Club, que estavam com pouco movimento pela manhã.

Tanto UBS como UFSF fecham durante o almoço, restando apenas o Centro Regionais e Unidades de Pronto Atendimento. No Caiçara, a alternativa foi distribuir senha durante o almoço, para atender a população a partir das 13 horas. Por fim, no Leblon está temporariamente com pouco movimento.

Até que durem os estoques

Foram enviadas 229 mil doses da vacina, direcionadas para o público de risco, como crianças, idosos e gestantes. Desse grupo, 72,5% foram imunizados até o último levantamento feito na sexta-feira (31), sobrando cerca de 50 mil para pessoas em geral. De acordo com a Sesau (Secretaria Municipal de Saúde), a vacinação acontece até que durem os estoques.

Jornal Midiamax