Cotidiano

No dia D, vale até pipoca e algodão doce para atrair crianças para a vacinação

Neste sábado (19), acontece o Dia D da primeira fase da campanha nacional de vacinação contra o sarampo de 2019, com concentração a partir de 8 horas na USF (Unidade de Saúde da Família) Dom Antônio Barbosa. No local, a movimentação é tranquila e as equipes distribuem pipoca e algodão doce para atrair as crianças […]

Evelin Cáceres Publicado em 19/10/2019, às 11h08 - Atualizado às 17h16

Movimento era tranquilo no posto nesta manhã (Leonardo de França, Midiamax)
Movimento era tranquilo no posto nesta manhã (Leonardo de França, Midiamax) - Movimento era tranquilo no posto nesta manhã (Leonardo de França, Midiamax)

Neste sábado (19), acontece o Dia D da primeira fase da campanha nacional de vacinação contra o sarampo de 2019, com concentração a partir de 8 horas na USF (Unidade de Saúde da Família) Dom Antônio Barbosa. No local, a movimentação é tranquila e as equipes distribuem pipoca e algodão doce para atrair as crianças para a vacinação.

O objetivo da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) é imunizar o maior número de crianças de 6 meses a 5 anos incompletos. No Dia D, as salas de vacinação de todas as unidades básicas de saúde, exceto as dos bairros Maria Aparecida Pedrossian e Alves Pereira, que encontram se em reforma, estarão funcionando das 7 às 17 horas, sem intervalo.

Silvana da Cruz, de 30 anos, levou o filho de 1 ano e 3 meses para vacinar e gostou so atendimento. “O posto é muito novo e está tudo perfeito”, elogiou. Fátima Aparecida Caetano, de 43 anos, levou as sobrinhas e não teve que esperar muito tempo para ser atendida.

“Elas já estão vacinadas. Minha irmã está trabalhando hoje e pediu para eu trazer, mas a carteirinha de vacinação delas está em dia”, disse.

A vacinação contra a doença já acontece há mais de dois mês no Município, nas crianças com idades entre seis meses a menores de um ano que, como forma de proteção do surto que acontece em vários estados do País, devem tomar a dose zero.

Os pais ou responsáveis pelas crianças com menos de cinco anos e que não sabem confirmar se possuem ou não a segunda dose da vacina, devem ir até uma unidade de saúde básica ou da família da cidade com o cartão de vacinação nas mãos para confirmar a necessidade de uma revacinação.

Em uma segunda etapa, essa para pessoas entre 20 e 29 anos de idade, a imunização acontece entre 18 e 30 de novembro, sendo o último dia definido como a principal data para essa faixa etária.

As crianças entre seis meses e menores de um ano continuarão sendo imunizadas, conforme orientação do Ministério da Saúde e respeitando os locais referenciados para cada faixa de idade.

Além da vacinação contra o sarampo, as crianças que estiverem com doses pendentes e que os pais levaram o cartão de vacinação, terão a vacinação regularizada.

Jornal Midiamax