Cotidiano

Entrada de turistas estrangeiros em MS sobe 14% em 2018

Mato Grosso do Sul teve aumento no número de turistas estrangeiros que visitaram o Estado. Em comparação com 2017, visitações subiram 14% em 2018. Conforme levantamento do Ministério do Turismo, todas as regiões do país registraram aumento no número de visitantes de outras nações, mas 11 estados brasileiros se destacaram. Em MS notou-se que os […]

Mariane Chianezi Publicado em 13/06/2019, às 15h47 - Atualizado às 15h58

None

Mato Grosso do Sul teve aumento no número de turistas estrangeiros que visitaram o Estado. Em comparação com 2017, visitações subiram 14% em 2018.

Conforme levantamento do Ministério do Turismo, todas as regiões do país registraram aumento no número de visitantes de outras nações, mas 11 estados brasileiros se destacaram. Em MS notou-se que os turistas estrangeiros que mais entram no estado são da Bolívia e do Paraguai.

Os turistas acessam o estado pelo meio terrestre. Os estados que mais tiveram aumento nas visitações foram Pernambuco (45,7%), Minas Gerais (44,8%), Ceará (44,1%) e Amapá (31,2%). Enquanto isso, os líderes em visitações de turistas continua sendo São Paulo (2,2 milhões de turistas no ano), Rio de Janeiro (1,3 milhão) e Rio Grande do Sul (1,1 milhão).

Entrada de turistas estrangeiros em MS sobe 14% em 2018
Imagem: Ministério do Turismo

Turismo além de Bonito

Mato Grosso do Sul é um estado com muitas riquezas naturais e atrações turísticas. Só no segundo trimestre deste ano, 191.322 passageiros desembarcaram no Aeroporto Internacional de Campo Grande. O Observatório de Turismo de Mato Grosso do Sul aponta que, entre os turistas que desembarcam no Aeroporto Internacional de Campo Grande, os principais destinos são a própria Capital (39%) e Bonito (33%).

A cidade de Bonito, a 300 km da Capital, é um dos principais destinos de ecoturismo do mundo, entretanto, muita gente esquece que o estado tem muitos lugares a serem visitados. Confira outros cinco destinos em MS:

Ponta Porã: Pouca gente sabe, mas Ponta Porã,  localizada a 346 km de Campo Grande, oferece outras opções além de compras na fronteira. A cidade possui atrativos como riachos e quedas d’água. Outra alternativa para quem procura uma atividade além das compras é o Museu da Erva Mate, que narra a história da erva na região do estado.

Rio Verde de Mato Grosso: Outra opção de turismo no estado é a cidade de Rio Verde de Mato Grosso, a 204 km de Campo Grande. O município um dos principais polos turísticos da região Norte e conta com boa infraestrutura para quem gosta de contato com a natureza. Os passeios de destaque são os balneários com rios e cachoeiras, grutas, morraria, sítios arqueológicos, trilhas, cavalgadas, passeios de barcos e pesca esportiva.

Corumbá: Um dos principais destinos turísticos do estado, Corumbá fica a 429 km de Campo Grande e traz atrativos para quem quer conhecer o Pantanal. O destino também é recomendado para observadores e fotógrafos de natureza, já que o local abriga 230 espécies de peixes, 650 espécies de aves, 80 espécies de mamíferos e 50 de répteis, segundo a Fundação de Turismo de MS.

Entre os passeios turísticos, há várias opções, como cruzar o Pantanal de barco ou chalana, andar a cavalo, ver animais na natureza selvagem durante o dia ou à noite, contemplar o pôr do sol, provar da gastronomia pantaneira ou hospedar-se em fazendas e barcos hotéis.

Costa Rica: A cidade de Costa Rica, a 384 km da Capital, é conhecida pelos Parques Naturais, que oferecem belos cenários para contemplação e também a pratica de várias atividades de aventura. No Parque Nacional das Emas, por exemplo, é possível praticar o bóiacross, andar de bike e fazer caminhadas e safari. O Parque Natural Municipal Salto do Sucuriú tem uma das maiores tirolesas do estado e é muito procurado para a prática de rapel, arvorismo e trilhas.

Alcinópolis:  Apesar de pouco conhecida, a cidade de Alcinópolis, a 387 km de Campo Grande, é uma boa opção para quem procura um passeio diferente. A cidade possui sítios arqueológicos com inscrições rupestres com milhares de anos. A vista de cima dos morros e as paisagens naturais também chamam a atenção.

Um dos passeios turísticos é o Sítio Arqueológico Serra do Barro Branco, que possui cavernas com inscrições de milhares de anos, paisagens naturais e a observação de aves raras. Já o Sítio Arqueológico Gruta do Pitoco, é conhecido por ter misteriosas passagens subterrâneas que levam a várias pinturas rupestres. O Templo dos Pilares é outro sítio arqueológico com inúmeras inscrições rupestres.

Jornal Midiamax