Cotidiano

Em nota, Corpo de Bombeiros esclarece que 28 cidades têm quartéis em MS

Dos 79 municípios de Mato Grosso do Sul, 28 possuem quartéis do Corpo de Bombeiros que prestam atendimento a todo o Estado, ou seja, os grupamentos além de atenderem as cidades onde estão instalados atendem também as vizinhas, conforme mapa operacional prevista na Lei de Organização Básica dos militares. Em nota, enviada ao Jornal Midiamax, […]

Ana Paula Chuva Publicado em 24/09/2019, às 08h34

Viatura ABT (Auto Bomba Tanque) que é usada para combater incêndios | Divulgação Corpo de Bombeiros MS
Viatura ABT (Auto Bomba Tanque) que é usada para combater incêndios | Divulgação Corpo de Bombeiros MS - Viatura ABT (Auto Bomba Tanque) que é usada para combater incêndios | Divulgação Corpo de Bombeiros MS

Dos 79 municípios de Mato Grosso do Sul, 28 possuem quartéis do Corpo de Bombeiros que prestam atendimento a todo o Estado, ou seja, os grupamentos além de atenderem as cidades onde estão instalados atendem também as vizinhas, conforme mapa operacional prevista na Lei de Organização Básica dos militares.

Em nota, enviada ao Jornal Midiamax, o Corpo de Bombeiros esclarece que há cidades em que não possuem quartéis em sua sede, porém há previsão de que a mesma esteja inserida dentro de uma área de cobertura operacional, sendo assim, não existe nenhuma cidade excluída da área operacional dos quartéis.

Os militares ressaltam que a corporação se preocupa em prestar o melhor atendimento em todo Estado, inclusive em parceria com algumas cidades onde existe o interesse por parte das Prefeituras de fomentar uma Seção Comunitária de Bombeiros para mitigar danos e perdas a vida, ao patrimônio e ao meio ambiente.

Ainda de acordo com a nota de esclarecimento, o Corpo de Bombeiros ressalta que em relação aos incêndios em vegetação existem diversas técnicas e táticas de combate, que são definidas de acordo com a característica do local: relevo, vegetação, acessibilidade e povoamento.

E os incêndios florestais na região do Pantanal estão sendo combatidos via terrestre (bombeiros militares por terra, juntamente com equipes de brigadas e força-tarefa de bombeiros militares do Distrito Federal) e via ar (aeronaves que combatem os focos de incêndio com água e também deslocam as equipes de forma mais rápida aos locais de difícil acesso).

Jornal Midiamax