Cotidiano

Em comemoração ao Dia do Servidor Penitenciário, Agepen realiza entrega de medalhas

Assessoria Marcada por emoção e reconhecimento, o evento de entrega da Medalha Patrono Penitenciário “Senador Ramez Tebet” contou com a participação de servidores, autoridades civis, militares e eclesiásticas. Organizado pela Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen), a cerimônia foi realizada nesta sexta-feira (27.9), no auditório da Universidade Estad...

Diego Alves Publicado em 27/09/2019, às 22h19 - Atualizado às 22h23

Assessoria
Assessoria - Assessoria

Assessoria

Marcada por emoção e reconhecimento, o evento de entrega da Medalha Patrono Penitenciário “Senador Ramez Tebet” contou com a participação de servidores, autoridades civis, militares e eclesiásticas. Organizado pela Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen), a cerimônia foi realizada nesta sexta-feira (27.9), no auditório da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS), na capital.

Em meio a apresentações culturais, vídeo institucional, oração do servidor; tudo organizado também em homenagem ao Dia do Servidor Penitenciário de MS – celebrado 25 de setembro.

Este ano, 52 pessoas foram agraciadas, sendo 36 agentes penitenciários e 16 autoridades, com a mais alta comenda concedida pela Agepen. A condecoração é um reconhecimento aos relevantes serviços prestados em prol do sistema penitenciário de Mato Grosso do Sul.

O diretor-presidente da Agepen, Aud de Oliveira Chaves, destacou diversas ações que são referências no país graças ao empenho dos servidores penitenciários, que segundo ele, é o bem maior da instituição e motivo de orgulho. “Estamos à frente da Agepen há três anos e demonstramos que somos capazes de administrar nossa casa e fazer um trabalho de referência. Inclusive temos sido elogiados pelo Departamento Penitenciário Nacional (Depen) pela utilização dos recursos que é repassado ao Estado”, informou, agradecendo também aos servidores aposentados que deixaram um legado e exemplo do que é um trabalho bem feito.

Durante o evento, o secretário-adjunto de Justiça e Segurança Pública, coronel Ary Carlos Barbosa, representou o governador do Estado e parabenizou a todos os servidores penitenciários. “Sabemos que a missão não é fácil, mas o trabalho de vocês é muito bem feito, porque estamos há mais de cinco anos sem rebelião no Estado, isso é resultado do trabalho de vocês de bem gerir os presídios”, afirmou destacando que a nomeação de 200 novos agentes vai contribuir ao bom trabalho que já vem sendo desenvolvido.

Para abrilhantar ainda mais a comemoração, jovens atendidos pelo programa Rede Solidária da Secretaria de Direitos Humanos, Trabalho e Assistência (Sedhast) apresentaram duas danças contemporâneas durante a cerimônia.

O projeto foi criado em 2015 e conta com duas unidades de atendimento nos bairros Dom Antônio e Jardim Noroeste, de modo geral, o projeto visa atendar a população em vulnerabilidade social e econômica com oficinas de cultura, arte e esporte no contraturno escolar. O foco é o atendimento de crianças e adolescentes de 5 a 17 anos, além de adultos com cursos de geração de renda, exames médicos e defensoria pública com instituições e órgãos parceiros.

Em nome das autoridades agraciadas com a Medalha, o superintendente regional da Polícia Federal, delegado Cléo Matusiak Mazzotti, ressaltou que a Agepen é referência nacional em sua atuação, ‘sem o trabalho de vocês não faríamos o nosso’. “Considero a Agepen umas das maiores parceiras, não só da Polícia Federal, mas de todas as instituições que combatem o crime desse país. Vocês recebem o produto do nosso trabalho, e são pessoas e tem que lidar com a ressocialização desses indivíduos. O meu trabalho quando eu deflagro uma operação a sociedade vê, o de vocês só aparece quando ocorre uma falha, se está tudo bem não se vê. Mas essa resiliência, competência e profissionalismo precisam e merecem ser reconhecidos”, afirmou.

Após sofrer um atentado com 11 tiros – 5 no tórax, 5 no braço esquerdo e um na cabeça, o servidor aposentado Enderson Antônio Bogas Severi, emocionado fala em nome de todos os servidores medalhados. “Hoje é um dia muito especial, dia que posso agradecer o carinho, o acolhimento e reconhecimento. Desde o dia que sofri um atentado em 31 de agosto de 2016, minha esposa e meu filho estavam presentes, minha vida e minha família tem sido de lutas diárias, mas grandes vitórias porque Deus tem me fortalecido e eu sou a prova de que Deus existe”, garantiu afirmando que ainda assim tem muito orgulho de ser agente penitenciário.

O presidente do Sindicato dos Servidores da Administração Penitenciária de MS (Sinsap), André Luiz Santiago, destacou que agora muito mais que comemoração é tempo de reflexão. “Essa medalha tem uma representação simbólica do valor que esse servidor tem. Temos tido um bom acesso e diálogo com o Governo do Estado e a Secretaria de Justiça e Segurança Pública para buscar melhores condições de trabalho, uma excelência maior para que evite muitos problemas e tenhamos uma sociedade melhor no país. Nosso trabalho é muito complexo, lutamos pela unificação das forças da segurança, melhores condições e maior efetivo, o que é uma realidade de outras instituições também”, informou.

Estiveram presentes na solenidade, o juiz da Vara de Execução Penal do Interior, Luiz Felipe Medeiros Vieira; a promotora da 52ª Promotoria de Justiça, Renata Ruth Goya Marinho; o juiz auxiliar da presidência, Fernando Chemin Cury, representando o presidente do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul; o defensor público Cauê Duarte Urdiales, representando o defensor público-geral do Estado; o reitor da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), Marcelo Augusto Santos Turine; além de dirigentes da Agepen, agentes penitenciários, entre outras personalidades.

Confira aqui a relação completa dos homenageados, divulgada no Diário Oficial do Estado, dessa quinta-feira (26), a partir da página 93.

Servidor Penitenciário

Comemorado desde 2007, o Dia do Servidor Público Penitenciário – 25 de setembro – faz referência à data em que foi criada a carreira de segurança penitenciária, dentro do Poder Executivo, pela Lei 2518/2002.

Os agentes penitenciários que lidam com o dia a dia dos estabelecimentos penais de Mato Grosso do Sul têm a função de manter a segurança e disciplina nas unidades prisionais, e contribuir com a ressocialização do detento influenciando diretamente para que se tenha uma sociedade mais segura.

Jornal Midiamax