Cotidiano

Cedido para construção de igreja, terreno vira depósito de lixo

Moradores do bairro Jardim Batistão reclamam de um terreno abandonado na Rua Dinamarca, em Campo Grande. A área pertence a prefeitura, mas segundo os moradores, foi cedida para a construção de uma igreja. Devido ao abandono, começaram a jogar lixo no local. Há telhas, cadeiras, madeira e, por se tratar de uma área murada, acaba […]

Cleber Rabelo Publicado em 08/01/2019, às 16h03 - Atualizado às 17h04

(Foto: Arquivo Jornal Midiamax)
(Foto: Arquivo Jornal Midiamax) - (Foto: Arquivo Jornal Midiamax)

Moradores do bairro Jardim Batistão reclamam de um terreno abandonado na Rua Dinamarca, em Campo Grande. A área pertence a prefeitura, mas segundo os moradores, foi cedida para a construção de uma igreja.

Devido ao abandono, começaram a jogar lixo no local. Há telhas, cadeiras, madeira e, por se tratar de uma área murada, acaba servindo de esconderijo para objetos roubados e usuários de drogas. O acadêmico Vinicius Alves Rodrigues acredita que os próprios moradores jogam lixo no terreno.

Cedido para construção de igreja, terreno vira depósito de lixo
“Faz pelo menos cinco anos que esse terreno está assim”, afirma morador. (Foto: Minamar Júnior)

“Provavelmente os próprios moradores jogam lixo no terreno e quando um começa, atrai outros, como se fosse comportamento de manada. Você começa a achar que o terreno baldio do outro é o seu depósito de lixo e o pessoal vai junto”, relata.

Conforme informou um morador que preferiu não se identificar, um vizinho colocou fogo no local após uma discussão com usuários. “Dias atrás tinha um pessoal se escondendo aí. Um morador veio, discutiu com eles e colocou fogo no terreno para evitar que eles fiquem se escondendo na área”, diz.

A Semadur (Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano) informou que será encaminhada a fiscalização no local para averiguar a situação da área pública.

“Destacamos que caso haja a Permissão de Uso de Área Pública, a entidade permissionária deverá zelar pela mesma, sendo passível de fiscalização. A invasão de área pública pode ser denunciada através do telefone 156 e nos casos onde é ciente que a área tem permissão de uso, mas o permissionário não está zelando pela mesma, a denúncia pode ser feita na ouvidoria da prefeitura. ”

Cedido para construção de igreja, terreno vira depósito de lixo
“Moradores afirmam que área foi cedida para a construção de uma igreja” (Foto: Minamar Júnior)

A reportagem do Jornal Midiamax tentou contato com um membro da igreja, que seria responsável pela área cedida, mas não conseguiu retorno.

Jornal Midiamax