O transporte público de Campo Grande é alvo de debate em audiência pública nesta segunda-feira (15), a partir das 9 horas, na Câmara de Vereadores. Reclamações de passageiros sobre atrasos, superlotação das linhas, valores da tarifa, condições dos terminais e dos ônibus estarão entre os temas discutidos. A discussão foi proposta para cobrar informações e respostas sobre problemas constatados, a exemplo dos ônibus que ficam parados próximos aos terminais, sem circular em determinados horários.

Foram chamados a participar da discussão o prefeito Marquinhos Trad (PSD), representantes da Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito), da Agereg (Agência Municipal de Regulação dos Serviços Públicos), Consórcio Guaicurus, Conselho de Usuários do Transporte Coletivo, Associação dos Usuários do Sistema Integrado de Transporte Urbano e Estadual Rodoviário e Ministério Público Estadual.

Segundo o vereador Junior Longo (PSB), presidente da Comissão Permanente de Transporte e Trânsito da Casa de Leis, “a ideia é debater o transporte e chegar a um denominador comum reunindo todos os envolvidos para, dentro de suas competências, obter uma resolutividade, buscar soluções e tirar encaminhamentos”.

Desde a última quinta-feira (11), alguns vereadores participam do desafio do Jornal Midiamax, que tem acompanhado o trajeto dos parlamentares em suas agendas utilizando o transporte coletivo da Capital. Junior Longo, Vinicius Siqueira (DEM), Chiquinho Telles (PSD), William Maksoud (PMN), e Otávio Trad (PTB) já fizeram o desafio.

Recentemente, durante as sessões ordinárias, os vereadores também debateram algumas ações para fiscalização e melhoria do transporte coletivo da Capital.

CPI dos Ônibus e inquéritos no MPMS

Os vereadores de Campo Grande receberam uma proposta de abertura da CPI dos Ônibus, mas apenas cinco assinaram e a maioria é contra investigar o Consórcio Guaicurus e a atuação dos órgãos municipais envolvidos.

Até o momento, os parlamentares que aceitam investigar as suspeitas sobre o contrato de transporte coletivo na Câmara Municipal de Campo Grande são Vinicius Siqueira (DEM), André Salineiro (PSDB), Cida Amaral (PROS), Dr. Loester (MDB) e Dr. Lívio Viana (PSDB).

Enquanto isso, o MPMS (Ministério Público Estadual de Mato Grosso do Sul) informa que possui ao menos cinco procedimentos em andamento sobre o contrato de concessão dos ônibus em Campo Grande. Uma das investigações apura porque a Agereg teria liberado o Consórcio Guaicurus até de pagar multas de trânsito emitidas pela Agetran.