Com lago assoreado, banco de areia integra cenário do pôr do sol no Parque das Nações Indígenas

O lago do Parque das Nações Indígenas, em Campo Grande, está assoreando e a situação tem revoltado quem frequenta a região. O local é um dos pontos turísticos mais visitados da Capital, tanto por turistas como por moradores da cidade, que usam diariamente a posta de corrida e caminhada. A situação tem prejudicado o pôr […]
| 04/03/2019
- 22:08
Com lago assoreado, banco de areia integra cenário do pôr do sol no Parque das Nações Indígenas

O lago do , em Campo Grande, está assoreando e a situação tem revoltado quem frequenta a região. O local é um dos pontos turísticos mais visitados da Capital, tanto por turistas como por moradores da cidade, que usam diariamente a posta de corrida e caminhada. A situação tem prejudicado o pôr do sol mais clicado da cidade.

No banco de areia que já toma boa parte do lago, foi escrito “#vergonha”. Durante o tempo que a reportagem do Jornal Midiamax passou no parque, pode encontrar muitas pessoas assustadas com a situação em que se encontra o lago.

Para Kelly Fernanda, de 35 anos, o Governo do Estado, responsável pela manutenção do parque, deveria tomar atitude para resolver o . “É triste, espero que o poder público tome alguma providência. É um cartão postal que todo mundo vinha ver. Antes era limpo e lindo, agora a gente tem a sensação de abandono. Tudo é uma questão de interesse. Não é muito difícil de se resolver”.

Já o jornalista Jean Fernandes, de 40 anos, ficou chocado com a forma que está o lago. “Para mim é impressionante o que está acontecendo. Frequento há mais de 20 anos e é chocante. Se não tomar nenhuma providência rápida, iremos perder o lago”.

Veja também

Últimas notícias