Cotidiano

Projeto para revitalizar ‘Praça do Transbordo’ é licitado por R$ 178 mil

​Governo também vai investir no Ceper do 2º Plano

Midiamax Publicado em 17/01/2017, às 12h22

None
praca_do_transbordo.jpg

​Governo também vai investir no Ceper do 2º Plano

O Governo de Mato Grosso do Sul deverá pagar R$ 178 mil pelo projeto de revitalização da Praça Antônio Alves Duarte, a popular “Praça do Transbordo”, localizada em frente ao Hospital Evangélico, na área central de Dourados, município distante 228 quilômetros de Campo Grande. O resultado dessa licitação foi divulgado na edição desta terça-feira (17) do Diário Oficial do Estado.

De acordo com a tomada de preços realizada pela Agesul (Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos), caberá à empresa Ilume Arquitetura Eireli-EPP promover a elaboração dos projetos executivos de arquitetura e complementares para revitalização da praça, que já foi a cartão postal da segunda maior cidade do Estado na década de 1970.

Ao todo, serão pagos R$ 178.155,05 por esse serviço, que não tem data para começar ou terminar. Inaugurada pelo então prefeito João Totó Câmara em dezembro de 1969, essa praça recebeu o nome Mário Corrêa, em homenagem ao ex-governador do Estado de Mato Grosso que no dia 20 de dezembro de 1935 assinou o decreto nº 30, desmembrando Dourados de Ponta Porã, tornando-o município.

Anos mais tarde, em 12 de dezembro de 1983, o à época prefeito Luiz Antônio Álvares Gonçalves sancionou a Lei nº 1283, aprovada pela Câmara de Vereadores para denominar aquele espaço Praça Dr. Antônio Alves Duarte, desta vez para homenagear o primeiro diretor clínico do Hospital Evangélico, unidade hospitalar fundada em 1946 localizada em frente de onde a praça viria a ser criada 33 anos depois.

Com o passar do tempo, sem a devida atenção do poder público, a praça ficou abandonada, sem iluminação e com monumentos deteriorados e pichados, tornando-se ponto de encontro de usuários de drogas. A Biblioteca Vicente de Carvalho, construída no local, foi desativada durante a gestão do ex-prefeito Murilo Zauith (PSB) e também virou alvo de vândalos.

No entanto, ainda em 2015 o deputado federal Geraldo Resende (PSDB) anunciou o empenho de R$ 487,5 mil por parte do Ministério do Turismo para revitalizar a Praça Antônio Alves Duarte. Na ocasião, o parlamentar informou que o governador Reinaldo Azambuja, seu correligionário, garantiria contrapartida do Governo do Estado para a obra.

MAIS REVITALIZAÇÃO

Também na edição de hoje do Diário Oficial do Estado, a Agesul divulgou o resultado de licitação para elaboração dos projetos executivos de arquitetura e complementares para revitalização da praça do CEPER (Centro Poli Esportivo Recreativo) do 2º Plano, no BNH 2º Plano.

Para esse serviço, deverão ser pagos R$ 147.436,62 à empresa Augusto Portugal Arquitetura e Urbanismo S/S LTDA.

Construído na década de 1980 para servir como espaço de lazer aos moradores região, esse CEPER encontra-se em estado de degradação. Atualmente, o entorno concentra mais de cinco mil habitantes, que constantemente manifestam queixas ao poder público por causa dos problemas estruturais no local, como a falta de iluminação, que agrava os riscos referentes à segurança pública.

Em maio de 2016, Geraldo Resende também tornou público que o Ministério do Esporte havia empenhado R$ 389,2 mil para a reforma e revitalização completa do CEPER do 2º Plano. Segundo o deputado federal, ao Governo do Estado caberia contrapartida de R$ 39,9 mil. (Colaborou Joaquim Padilha).

Jornal Midiamax