Cotidiano

Pelo WhatsApp, mais de 300 brasileiros caem em golpe que promete ovo de chocolate

Sempre desconfie de promoções em mensagens

Tatiana Marin Publicado em 07/04/2017, às 20h57

None
whatsapp_image_2017-04-07_at_16.18.10.jpeg

Sempre desconfie de promoções em mensagens

Hackers não precisam de datas comemorativas para tentarem aplicar golpes e roubar dados de consumidores, mas com a Páscoa uma nova fraude está sendo espalhada através de dispositivos móveis. Segundo divulgado pelo site Tecmundo, mais de 300 brasileiros já foram enganados em menos de 24 horas por uma mensagem de WhatsApp que leva a uma página fraudulenta. 

Desta vez o estabelecimento escolhido pelos golpistas é a Kopenhagen e a mensagem promete 100. ovos de chocolate a quem responder uma pesquisa. Essa farsa funciona de modo idêntico à que prometia um cupom no valor de R$500 nas lojas O Boticário: o usuário recebe, através de mensagens de contatos conhecidos, um convite para participar da promoção.

Ao abrir o falso site, a vítima é convidada para responder três perguntas relacionadas à marca, como: “você fez compras na Kopenhagen no ano passado?”. A página ainda conta com comentários falsos elogiando a promoção, com o intuito de validar o golpe, como “acabei de receber o meu”.

Depois de compartilhar o link com amigos – o que é obrigatório para receber o suposto brinde –, o usuário é encaminhado a se cadastrar em sites maliciosos ou a baixar apps falsos, que podem infectar o smartphone e deixá-lo vulnerável. 

A Kopenhagen lançou um comunicado em sua página do Facebook, alertando sobre o golpe.
Para evitar cair nesse tipo de farsa, vale a dica: sempre desconfie de promoções exageradas que chegam por mensagens e cheque se a promoção é real. Além disso, mantenha seu sistema operacional atualizado e baixe aplicativos apenas através das lojas oficiais, como Google Play e App Store.

Desconfie sempre

​Além dos golpes sazonais que aproveitam datas comemorativas, mensagens maliciosas são enviadas regularmente na tentativa de capturar dados pessoais. Uma das fraudes mais comuns são enviadas em nome dos bancos, solicitando que o cliente confirme dados como senhas.

Para se protegerem. usuários devem sempre desconfiar de mensagens enviadas em nome de bancos, lojas ou qualquer estabelecimento. Segundo divulgado pelo Uol, especialistas aconselham que os usuários não acreditem em e-mails, SMSs e mensagens em aplicativos de mensagens, como WhatsApp. Arquivos em anexo ou links que pedem informações normalmente levam à instalação de vírus ou à captura de dados pessoais. 

Ao receber alguma mensagem contendo link para pesquisa ou promoção, procure saber se o conteúdo é verdadeiro. Para saber se a mensagem é autêntica, vale consultar o site ou perfil do Facebook do estabelecimento que poderia estar oferecendo as vantagens. 

Jornal Midiamax