Cotidiano

Aos 100 anos, Santa Casa condecora netos dos fundadores e personalidade

Foram 80 homenageados em evento com autoridades de MS

Evelin Cáceres Publicado em 18/08/2017, às 16h00

None

Foram 80 homenageados em evento com autoridades de MS

Principal hospital da região Centro-Oeste do Brasil, a Santa Casa de Campo Grande celebrou o centenário nesta sexta-feira (18). Durante solenidade que reuniu autoridades, familiares dos fundadores, funcionários e pacientes, 80 personalidades foram homenageadas pela participação na história da Associação Beneficente de Campo Grande, entidade mantenedora, ao longo dos 100 anos de atendimento médico sem distinção do público atendido.

O diretor-presidente da Santa Casa, Esacheu do Nascimento, recebeu com a diretoria da Associação o prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad (PSD), o secretário de Governo, Eduardo Riedel, representando o governador Reinaldo Azambuja (PSDB), o presidente da Assembleia Legislativa, Júnior Mochi (PMDB), além dos 3 senadores de MS, Pedro Chaves (PSC), Waldemir Moka (PMDB) e Simone Tebet (PMDB), e os deputados federais Luiz Henrique Mandetta (DEM-MS) e Darcísio Perondi (PMDB-RS).

Participaram ainda o vereador Loester Nunes de Oliveira (PMDB), representando a mesa diretora da Câmara Municipal de Campo Grande, o presidente da Confederação das Santas Casas de Misericórida do Brasil, Edson Rogatti, o ex-arcebispo de Campo Grande Dom Vitório Pavanello, ​o bisneto do fundador, Bernardo Franco Baís, Marcelo Martins, o neto do fundador Eduardo Santos Pereira, Valdir dos Santos Pereira Filho e Carlos Camilo Boni.

A advogada e professora universitária Tatiana Ujacow recebeu a comenda representando o Jornal Midiamax, Carlos Eduardo Naegele, que não pode participar, mas destacou em mensagem prévia a relevância do reconhecimento. “Sabemos da importância que a Santa Casa tem no cotidiano de Mato Grosso do Sul, pois assegura acesso à saúde, um dos direitos básicos para a cidadania plena”, disse Tatiana.

Carlos Naegele lembrou que, na cobertura diária dos problemas enfrentados por quem precisa de assistência médica em Campo Grande, o Jornal Midiamax acompanha a luta da Santa Casa. “O hospital escreveu um capítulo da história regional com esforço de muitas famílias. Desejamos que as dificuldades sejam mais uma vez superadas, como sempre têm sido nestes cem anos, para que a Santa Casa continue sendo o nosso orgulho, nosso amparo”, disse o empresário.Aos 100 anos, Santa Casa condecora netos dos fundadores e personalidade

Na ocasião, foi lançado o livro “Santa Casa – Patrimônio Histórico de Mato Grosso do Sul”, escrito após quatro meses de pesquisas e entrevistas pela médica e advogada Veratilde Castro Pinto. “Eu agradeço a liberdade de criação do texto. É uma forma de compartilhar a história desse hospital com a sociedade”, comentou. 

Há ainda a previsão de lançamento de uma ‘cápsula do tempo’ até o fim do mês, segundo o vice-diretor da ABCG Heitor Freire. “O propósito é abrir a cápsula daqui 50 anos e vamos enterrá-la aqui mesmo, no jardim”. Até o fim do ano também será lançado o Memorial Camilo Boni, arquiteto que idealizou o primeiro prédio do hospital, reunindo fotos e documentos da época para registrar o centenário.

Ex-presidentes

Os ex-presidentes Juvêncio César da Fonseca, Athayde Nery, Elias Gazal Dib, Sinval Martins de Araújo, Renato Alves Pereira (representará Srª Maria Tereza), Arthur D’Ávila (in memorian) – receberá Srª Maria Aparecida D’Ávila e Wilson Teslenco também foram homenageados. 

Jornal Midiamax