Cotidiano

UFMS vai às urnas na quinta compor lista tríplice para novo reitor

21 mil pessoas estão aptas a votar

Wendy Tonhati Publicado em 03/08/2016, às 11h43

None
capa_stefano_turine.jpg

21 mil pessoas estão aptas a votar

Será realizada na próxima quinta-feira (5), o processo de consulta à comunidade universitária para compor a lista tríplice de escolha do novo Reitor e Vice-Reitora da UFMS (2016-2020). Estão na disputa as chapas Movimento por uma UFMS Diferente e Eficiente – MUDE e Juntos Somos UFMS. O novo reitor vai gerir uma receita de R$ 593.027.134, de acordo com o PDI (Plano de Desenvolvimento Institucional). A UFMS possui o quarto maior orçamento do Estado, perdendo somente para o governo do Estado, a Prefeitura de Campo Grande e o município de Dourados. 

Ao todo, 21 mil pessoas da comunidade acadêmica estão aptas a votar. De acordo com publicação do colégio eleitoral, estão aptos a votar 16.817 estudantes de graduação, 2.002 servidores técnicos administrativos e 1.509 docentes. 

Ao contrário das principais universidades federais do Brasil, a UFMS não adota a prática moderna do voto paritário. O voto dos docentes tem peso de 70%, enquanto a comunidade acadêmica e servidores possuem peso de 15%, ambos. Após a consulta pública, é formada uma lista com três nomes, seguindo a ordem de quem obteve mais votos. Como só há dois candidatos à reitoria, um terceiro nome deve ser indicado apenas para completar. O documento é encaminhado ao MEC (Ministério da Educação) que é quem escolhe e homologa o novo reitor. 

Estão na disputa pelo cargo de reitor, os professores Marco Aurélio Stefanes (Movimento por uma UFMS Diferente e Eficiente – MUDE) e Marcelo Turine (Juntos Somos UFMS), ambos ligados à Facom (Faculdade de Computação). Em comum, as chapas também tem candidatas à vice-reitora: Alexandra Ayach Anache pela primeira e Camila Ítavo, pela segunda. 

Turine é apontado como candidato da gestão Célia Maria Silva Côrrea Oliveira, que está no segundo mandato (2008-2016) e que por sua vez, também foi a candidata do antigo reitor da instituição, Manoel Catarino Paes Peró (2000 -2008). Stefanes, que é ligado ao movimento sindical, é o candidato da oposição.

Movimento por uma UFMS Diferente e Eficiente – MUDE (Esq) e Juntos Somos UFMS (Dir)

Leia os planos de trabalho das chapas na íntegra:

Movimento por uma UFMS Diferente e Eficiente – MUDE
Juntos Somos UFMS

Jornal Midiamax