Idosa sofre AVC e aguarda em UPA sem previsão de vaga em Hospital

Sesau afirma que não há leitos disponíveis
| 27/07/2015
- 20:09
Idosa sofre AVC e aguarda em UPA sem previsão de vaga em Hospital

Sesau afirma que não há leitos disponíveis

A falta de vagas nos hospitais de Campo Grande continua a preocupar os campo-grandenses. A aposentada Abadia Alves Rosa, de 77 anos, está internada desde a madrugada desta segunda-feira (27), a espera de vaga. Depois de sofrer um AVC (Acidente Vascular Cerebral), por volta das duas horas de hoje, a idosa foi levada para a UPA Vila Almeida, localizada no Bairro Santo Amaro, na região oeste de Campo Grande, onde permanece sem previsão para que seja transferida.

No último sábado (25), o idoso Joaquim Alves de Araújo, de 82 anos, que estava internado na UPA Coronel Antonino com pneumonia morreu ao sofrer uma parada cardiorrespiratória enquanto aguardava vaga para o Hospital Universitário.

 A professora Katiucia Rosa Medrade, de 31 anos, neta da paciente internada na UPA Vila Almeida, reclama da falta de leitos para atender a demanda.

“Não encontraram vaga e a classificação dela é vermelha, de risco. Ela é idosa, cardíaca e diabética e ainda assim não conseguem achar vaga em hospital nenhum. Além dela várias outras pessoas esperando e não conseguem”, relata.

Katiucia afirma que a maior preocupação é por conta do estado de saúde da idosa. “Ela está sendo medicada com soro, mas está com o lado esquerdo do corpo todo paralisado, respirando com ajuda de oxigênio, não passou por exames, não tem como saber a real situação dela. Espero que as autoridades tomem providência. Pagamos impostos para isso não acontecer. A situação é crítica”, ressalta.

A reportagem do jornal Midiamax entrou em contato com a assessoria de comunicação da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde Pública) e foi informada de que não há previsão de vagas nos hospitais da Capital.

Quanto à possibilidade da compra de leitos em hospitais particulares, a assessoria de comunicação da Sesau disse que também não há disponibilidade de vagas na rede privada e que neste caso é necessário aguardar até que um leito seja disponibilizado.

Veja também

Crânio e ossos humanos estavam ao lado de uma Escola Municipal

Últimas notícias