Cotidiano

Família quase come lesma escondida entre carnes de feijoada enlatada

Dona de casa identificou a lesma com o feijão servido

Midiamax Publicado em 03/04/2015, às 10h16

None
img-20150402-wa0007.jpg

Dona de casa identificou a lesma com o feijão servido

O consumidor precisa estar atento ao ingerir um alimento. A recomendação é que toda fruta ou vegetal, por exemplo, sejam muito bem lavados antes de serem consumidos. Mas, e quando há algo estranho dentro do alimento que vem enlatado no supermercado?

Uma família de Jardim levou um susto ao abrir uma lata de feijoada nesta quinta-feira (2). Rita Silveira diz que começou a almoçar e chegou a comer uma colher de feijão quando percebeu que tinha algo estranho entre as carnes da feijoada: uma lesma.

“Eu estou passando mal e comi só uma colher. Não consigo comer nada até agora”, declarou a dona de casa por volta das 20 horas, após susto que levou na hora do almoço. “Quase comi a lesma. Já estava no meu prato”, detalhou.

O esposo de Rita não chegou a ver a lesma e já tinha comido parte do conteúdo da lata quando o molusco foi identificado. “É muito ruim. Não comi nada depois disso. Acho que vou procurar a vigilância ou quem sabe um advogado”, reclamou.

Curiosidade

Em abril de 2014 a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) publicou no Diário Oficial da União uma normativa que estabelecia o número máximo de insetos, pelos de ratos e ácaros que podem ser encontrados nos alimentos.

A medida estabelece o limite tolerável de “matérias estranhas” em frutas, farinhas, chás, cafés e achocolatados. Só para se ter um exemplo, pela normativa, molho, catchup, polpa e extrato de tomate podem ter até 10 pedaços de insetos para cada 100g. este número aumenta em doces em pasta e geleia de fruta, chegando a 25 para cada 100 gramas.

Jornal Midiamax