Cotidiano

Com camisetas e cartazes, ato em defesa dos animais reúne centenas de pessoas

No Facebook, mais de mil pessoas confirmaram presença

Carol Alencar Publicado em 14/06/2015, às 19h31

None
capa.jpg

No Facebook, mais de mil pessoas confirmaram presença

Os maus tratos a animais domésticos foram alguns dos motivos que levou o casal Nakele Graviesz e Tadeu Cardoso à Praça Ary Coelho neste domingo. Eles participavam do ato ‘O Luto é pela Vitória, mas a luta continuará por todos’ que reuniu, além do casal, cerca de 100 manifestantes no local.

O casal levou a cadelinha Nina para se juntar a causa do ‘cuidar e zelar’ pelos bichanos que temos em casa. “A gente veio em solidariedade à Vitória e também a todos os animaizinhos que sofrem de maus tratos por seres humanos; muitas vezes, eles são mais amorosos que muitos humanos por ai e acho que deveria, no mínimo, existir uma punição a quem pratica esse mal”, pontua Nakele.

Muitos dos manifestantes que lá estavam, levaram os cachorrinhos em solidariedade à manifestação. Os organizadores distribuíram camisetas com a fotinha da Vitória – cadelinha que infelizmente teve parte da pele arrancada e acabou não resistindo, e outros pintavam as patinhas na face, como forma de protesto.

Emocionada, a idealizadora da manifestação, Simone Zain diz que atende voluntariamente mais de 50 cãezinhos de rua e que, faz isso com muito amor. “Ainda acredito nas pessoas boas, para se ter um animalzinho em casa tem de ter muito amor, antes de ter a responsabilidade de assumir gastos com a saúde do bichinho e, também, a alimentação; ter cachorro não é só postar no Facebook, tem que cuidar e zelar por ele”, avalia.

Os manifestantes cobravam também, uma tabela social acessível às clínicas de veterinária. “A gente quer uma tabela que atinja a todos os bolsos, porque geralmente não adianta só publicar que o animal esta doente e pedir ajuda, temos que ter uma tabela que todos possam, em uma emergência, pagar”, pontua.

Em coro, o grupo de manifestantes pedia a punição de quem maltrata os animais. No Facebook, mais de mil pessoas confirmaram presença no ato.

Jornal Midiamax