O presidente Luiz Inácio da Silva embarca neste domingo, 22, para a , em sua primeira viagem internacional no atual mandato. Em um aceno à política externa regional, Lula abre sua agenda de compromissos no estrangeiro em uma reunião de cúpula com o presidente argentino, Alberto Fernández, e com líderes dos Estado da Comunidade de Estados Latino-Americanos e Caribenhos (Celac), incluindo Nicolás Maduro e Miguel Diáz-Canel.

De acordo com a agenda divulgada pelo Palácio do Planalto, o presidente deve partir da Base Aérea de com rumo a Buenos Aires no começo da noite deste domingo, às 18h. Os compromissos oficiais em solo argentino estão marcados para a segunda e terça-feira.

O encontro vem sendo descrito por Brasília como a “volta do Brasil ao mundo”, como descreveu o secretário de Américas do Ministério de Relações Exteriores, embaixador Michel Arslanian Neto, em nota divulgada pelo Planalto no sábado, 21. “A escolha de um país da América do Sul passa a importante mensagem de que o país quer retomar os laços com a região, que foram negligenciados durante o governo anterior, de Jair Bolsonaro”, diz o comunicado.

Pelo cronograma previsto pelo Planalto, Lula deve fazer a tradicional oferenda de flores na Plaza San Martín e, na sequência, participar de uma reunião de cúpula com Fernández na Casa Rosada. Outros compromissos, como um encontro com empresários, também estão previstos.

Na terça-feira, 23, Lula participa da 7ª Cúpula de Chefas e Chefes de Estado da Comunidade de Estados Latino-Americanos e Caribenhos (Celac), quando deve se encontrar com Maduro e Diáz-Canel, líderes de e Cuba.

O Brasil retornou à Celac no dia 5 de janeiro, três anos após o ex-presidente Jair Bolsonaro deixar o grupo. O encontro entre Lula e Díaz-Canel e Maduro deve ocorrer durante a Celac.

Alguns dos temas a serem tratados na visita serão: integração energética, comércio e investimentos, ambiente, infraestrutura, defesa, desarmamento, combate a ilícitos, espaço, cultura e questões de gênero, segundo a Presidência.

Após deixar Buenos Aires, Lula segue para o Uruguai, onde deve se reunir com o presidente Luis Lacalle Pou na quarta-feira, 25, em Montevidéu, antes de retornar a Brasília.