Brasil

“Não pode aplicar qualquer coisa”, disse Bolsonaro sobre vacinas contra o coronavírus

O presidente Jair Bolsonaro voltou a colocar em dúvida a segurança das vacinas contra a Covid-19. Durante uma visita a estabelecimentos comerciais em Brasília, na manhã deste sábado (26), Bolsonaro falou que “não pode aplicar qualquer coisa no povo”. Durante a visita, Bolsonaro foi questionado sobre a demora na compra das vacinas. “Já assinei MP […]

Gabriel Neves Publicado em 26/12/2020, às 16h06

Jair Bolsonaro. (Foto: Reprodução/Ueslei Marcelino)
Jair Bolsonaro. (Foto: Reprodução/Ueslei Marcelino) - Jair Bolsonaro. (Foto: Reprodução/Ueslei Marcelino)

O presidente Jair Bolsonaro voltou a colocar em dúvida a segurança das vacinas contra a Covid-19. Durante uma visita a estabelecimentos comerciais em Brasília, na manhã deste sábado (26), Bolsonaro falou que “não pode aplicar qualquer coisa no povo”.

Durante a visita, Bolsonaro foi questionado sobre a demora na compra das vacinas. “Já assinei MP de R$ 20 bilhões. Entre eu e a vacina tem uma tal de Anvisa, que eu respeito e alguns não querem respeitar”, respondeu o presidente.

“Você não pode aplicar qualquer coisa no povo. Em todas as vacinas que eu vi até agora, que poderão estar disponíveis, tem uma clausula que diz o seguinte: eles não se responsabilizam por qualquer efeito colateral”, complementou.

Até o momento, 15 países já iniciaram campanhas de vacinação: Arábia Saudita, Bahrein, Canadá, Catar, Chile, China, Costa Rica, EUA, Israel, Kuwait, México, Reino Unido, Rússia, Sérvia e Suíça.

O brasil ainda não divulgou um plano de vacinação com data para início da imunização, segundo publicado no portal iG.

Jornal Midiamax