Brasil

Alunos usam fantasia de Ku Klux Klan em escola e revoltam internet

Fotos foram publicadas nas redes sociais

Joaquim Padilha Publicado em 09/06/2017, às 13h25

None

Fotos foram publicadas nas redes sociais

Uma fantasia utilizada por dois estudantes no “Dia do Mico” do Colégio Anchieta, em Salvador, Bahia, chamou a atenção nas redes sociais. Os jovens se vestiram com roupas da organização KKK (Ku Klux Klan), que promove a superioridade branca e pratica atos contra negros nos Estados Unidos.

Em pelo menos duas fotos publicadas na internet, os estudantes aparecem fantasiados. Em uma delas, eles estão ao lado de um colega branco, e um dos fantasiados faz um sinal que lembra a saudação do ditador nazista Adolf Hitler. Em outra foto, os dois aparecem junto de um colega negro.

Nas rede sociais, as fotos foram duramente criticadas. “Gostaria de dizer que a apologia ao nazismo aqui no Brasil é crime”, afirmou um internauta. “Alguém avisa que racismo é crime” disse outra pessoa.

“Pelo que foi relatado, esses alunos ‘fantasiados’ foram conduzidos de carro pelos próprios pais até o Colégio Anchieta e assim entraram/circularam pelas dependências sem nenhuma intervenção?”, questionou um internauta.Alunos usam fantasia de Ku Klux Klan em escola e revoltam internet

O Colégio Anchieta afirmou em nota que as fantasias foram “incoerente[s] com os objetivos do mico e com a filosofia do Colégio”. A instituição afirmou que trabalha com jovens e que equívocos podem ocorrer, “o que requer nossa orientação como parte efetiva de intervenção no mundo adolescente”.

A polêmica ocorre dias depois do recente caso envolvendo estudantes de uma escola no Rio Grande do Sul, que se vestiram de ambulantes, auxiliares de limpeza, mecânicos, numa festa chamada “Se nada der certo”. A postura do colégio e dos estudantes também foi criticada nas redes sociais.

(com supervisão de Evelin Cáceres)

Jornal Midiamax