Brasil

Filho de Alckmin morre no helicóptero que caiu em SP

Além de Thomaz Rodrigues Alckmin, outras quatro pessoas morreram na queda do helicóptero em Barueri-SP

Midiamax Publicado em 03/04/2015, às 00h00

None
filhoalckmintwitter.jpg

Além de Thomaz Rodrigues Alckmin, outras quatro pessoas morreram na queda do helicóptero em Barueri-SP

O filho mais novo do governador de São Paulo Geraldo Alckmin, Thomaz Rodrigues Alckmin, de 31 anos, morreu, nesta quinta-feira após a queda de um helicóptero na região de Carapicuíba . A informação foi confirmada pelo presidente do PSDB de São Paulo, Duarte Nogueira.O Palácio dos Bandeirantes e a Casa Militar ainda não se pronunciaram oficialmente sobre o acidente.

O helicóptero caiu em cima de uma residência em Barueri, na Grande São Paulo, na tarde desta quinta-feira (2). Segundo os bombeiros, cinco pessoas morreram no acidente. De acordo com nota divulgada por volta das 19 horas pela Seripatri, empresa proprietária da aeronave, as outras quatro vítimas eram “o piloto da empresa, com mais de 30 anos de experiência, e o mecânico, também funcionário da Seripatri. Os outros dois ocupantes eram mecânicos da Helipark, empresa de manutenção”.

Segundo a Rede Globo, Thomaz era amigo do piloto da aeronave e foi convidado para um voo de manutenção.

A casa atingida está localizada na Rua Firmo de Oliveira, próximo à Rodovia Castello Branco. As investigações serão conduzidas pela Polícia Civil. A causas da queda do helicóptero estão sendo analisadas pelo 4º Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes (Seripa-4). Até o momento se sabe que a aeronave tinha aproximadamente 600 horas de voo, em quatro anos de uso, estando segundo o que foi apurado pelas autoridades com manutenção e documentação em dia. 

Sobre Thomaz Rodrigues Alckmin

O mais novo dos três filhos do governador Geraldo Alckmin com Lu Alckmin trabalhava como piloto de helicóptero, era casado desde 2011 com a arquiteta Thais Fantato. Ele deixa duas filhas, uma de 10 anos e outra recém-nascida, com aproximadamente 1 mês.

No ano passado, Thomaz ficou no meio de um tiroteio na zona sul de São Paulo ao ser abordado por criminosos em fevereiro de 2014. Na ocasião, Thomaz e a filha, de 9 anos, estavam no carro sem blindagem em uma rua que dá acesso à Marginal Pinheiros, no Morumbi, na Zona Sul, quando outro carro parou na frente, impedindo a passagem. Policiais militares que faziam a escolta do filho do governador reagiram e Thomaz e a filha foram retirados do local em segurança.

Em 2002, ele já havia sido alvo de criminosos. Um PM que fazia a segurança de Thomaz foi baleado e morreu após trocar tiros com bandidos na Vila Mariana, Zona Sul de São Paulo.

Jornal Midiamax