Jovem morre na Capital um ano após levar tiro que o deixou paraplégico

Levou um tiro próximo ao pescoço em abril do ano passado

Diego Alves Publicado em 23/05/2017, às 22h36

-

Levou um tiro próximo ao pescoço em abril do ano passado

Jean Freitas Santos Moraes, de 23 anos, morreu um ano após levar um tiro que o deixou paraplégico. Jean levou um tiro próximo ao pescoço em abril do ano passado em um bar no Bairro Universitário em Campo Grande.

O autor já identificado, agora responderá por homicídio doloso. Consta no boletim de ocorrência da época, que o autor teria chegado ao bar, perguntado “quem era bravo” e foi em direção à vítima que foi atingida pelo tiro. Após o crime, o autor fugiu em uma moto.

O pai de Jean, que foi à delegacia após o óbito do filho, contou que o jovem estava acamado desde então e necessitava de cuidados especiais.

Após os disparos, o jovem ficou aproximadamente cinco meses internado, e, em novembro do ano passado recebeu alta. No último dia 9 deste mês, o rapaz começou a ter febre e queixar-se de dores, data em que foi levado ao UPA Aero Rancho.

Ele então foi transferido ao Hospital Regional, onde morreu nesta terça-feira (23). Consta no laudo do médico, que Jean morreu por causa de infecção generalizada. O corpo do jovem foi encaminhado ao IMOL (Instituto Médico Odontológico Legal) e o caso foi registrado como morte a esclarecer.