Com o propósito de ensinar e divulgar o DHARMA e beneficiar todas as pessoas interessadas, começa a funcionar em Campo Grande o Templo Budista Shingon shu Yakushiji.

O responsável pelo Templo é o Monge Min-Doo, ordenado no Templo Shingonshu Koyasan Muryokoin (Japão) em 8 de abril de 2019. Em todo o Japão e em templos budistas pelo mundo, 8 de abril é dia de celebrar com muita festa o nascimento de Siddharta Gautama, o fundador do budismo. Nesta data, acontece o Hanamatsuri. Hana significa flor e Matsuri, festival, assim a celebração é conhecida em português como o Festival das Flores.

A escola SHINGON (verdadeira palavra) de budismo é uma das maiores escolas budistas japonesas, e é um dos ramos do budismo esotérico ou tântrico, juntamente com o budismo tibetano. É geralmente chamado de “budismo esotérico japonês”. A palavra SHINGON é a leitura japonesa dos kanji para a palavra chinesa ZHEN YAN, literalmente significando “palavra verdadeira”, que por sua vez é a tradução chinesa da palavra sânscrita “MANTRA”.

Raizes do budismo

O budismo SHINGON surgiu no Japão no período Heian (794-1185 DC), quando o monge KUKAI (Kobo Daishi) foi para a China e estudou práticas tântricas e retornou com muitos textos e obras de arte. Com o tempo, ele desenvolveu sua própria síntese da doutrina Budista e prática esotérica, centrados no Buda universal, VAIROCANA (DAINICHI NYORAI). Estabeleceu um monastério no Monte Koya (KOYASAN) Província de Wakayama no Japão, que se tornaria a sede escola do Budismo SHINGON.

Os ensinamentos Shingon são baseados em textos esotéricos, SUTRAS, que são apresentados por MANDALAS (Taizokai Mandara e a Kongokai Mandara).

 O budismo esotérico está relacionado com práticas rituais e meditativas que levam à Iluminação. De acordo com o Shingon, a iluminação não é uma realidade distante e alheia que pode levar eras para se alcançar, mas uma possibilidade real nesta mesma vida, baseado no potencial espiritual de cada ser vivo, conhecido genericamente como Natureza de Buda. Se cultivada, essa natureza luminosa manifesta-se como sabedoria inata.

Com a ajuda de um professor genuíno (MONGE/ SENSEI) e através de estudo e do treinamento apropriado de corpo, fala e mente, podemos reivindicar e liberar esta capacidade para o benefício nosso e dos outros.

O objetivo do Shingon é a realização de que a natureza de cada um de nós é idêntica àquela do BUDA VAIROCANA (DAINICHI NYORAI), objetivo esse que é alcançado através de iniciação, meditação e práticas rituais esotéricas.

Sobre o Templo

O templo Shingon shu Yakushi-Ji de Campo Grande é uma homenagem a Yakushi Nyorai (Buda da Medicina).

Yakushi Nyorai (Bhaisajyaguru) é um Buda que oferece medicamentos para as pessoas que sofrem de doenças e garante alimento para o corpo e mente. Como um Buda que realiza missões de cura entre todos os Budas.

Com sua mão esquerda ele segura um recipiente de medicamentos. Isso expressa seu voto de curar as doenças da mente e do corpo. O recipiente de medicamentos é feito de pedra preciosa esmeralda, e ao serem banhadas por sua irradiação as pessoas são curadas de doenças.

Com sua mão direita, Yakushi Nyorai forma o mudra que simboliza a garantia do atendimento aos votos e pedidos, expressando sua virtude de ser capaz de aperfeiçoar os votos e pedidos feitos pelas pessoas. 

Originalmente tendo Doze Grandes Votos, três deles tornaram-se populares e conhecidos pelas pessoas:

– Ter os marcos completos majoritários e minoritários de Buda;

– Emanar sua irradiação para todos, e

– Prover conforto dissipando doenças. 

O seu Mantra é “On koro koro sendari matôgi sowaka”!

Min-Doo Sensei

E-MAIL: 

yakushijishingonshukoyasan@gmail.com