Investigações do Gecoc (Grupo Especial de Combate à Corrupção), que levaram à prisão do vereador de Campo Grande Claudinho Serra (PSDB) e de outros sete na terceira fase da Operação Tromper, mostram indícios que o suposto grupo criminoso teria envolvimento com os parlamentares da de Vereadores de , inclusive com o presidente da Casa, Otacir Figueiredo, o “Gringo” (PP).

Vale lembrar que Gringo é do mesmo partido que a Prefeita de Sidrolândia, . A chefe do executivo municipal é sogra do vereador Claudinho Serra. 

Segundo o PIC (Procedimento Investigatório Criminal), há dois episódios que indicariam o “financiamento, pagamento e atuação indevida (compra de vereador)” do então vereador Gringo por meio da empresa Rocamora e/ou outras integrantes do esquema criminoso. 

Vereador Otacir “Gringo”. (Alicce Rodrigues, Jornal Midiamax)

O terena Otacir Figueiredo foi eleito presidente da Câmara de Vereadores em 1º de dezembro de 2022. Antes das eleições, em 14 de junho do mesmo ano, Milton Matheus Paiva envia mensagem para Ricardo Rocamora (ambos presos), para tratar sobre o pagamento de R$ 5 mil para o vereador “Gringo”. Não havia mensagens anteriores sobre o tema. 

Já em 1º de dezembro, no mesmo dia em que Otacir foi eleito como presidente da , há outra conversa entre os integrantes do suposto esquema criminoso. Desta vez, Rocamora conversa com Ueverton “Frescura” sobre Gringo passar a ser presidente da Câmara de Vereadores. 

(Reprodução PIC)

Ueverton, então, responde que a vitória de Gringo seria uma jogada política, “reforçando a tese de que ‘Gringo' possa figurar como destinatário de verbas ilegais oriundas do executivo municipal”, diz a investigação.

O Midiamax entrou em contato com Gringo para que ele possa se manifestar sobre o assunto. O vereador negou as acusações, disse que está “tranquilo” e que acredita no trabalho da Justiça. “Criamos a CPI [sobre Vanda Camilo em 2023] com o propósito de auxiliar a Justiça. Eu sempre deixei claro que a transparência da Câmara é 100%”, garante. 

Perguntado se conhecia Ricardo Rocamora, ele respondeu que só por nome devido à ligação com a Fundação Indígena. Inclusive, as investigações do MPMS apontaram que a instituição também seria usada para fraudar licitações e empenhos, como na compra de carne para uma festa indígena. “Já tinha ouvido falar dele, mas não tenho nenhuma ligação com a Fundação Indígena”, garantiu Gringo.

(Reprodução, PIC)

(Reprodução, PIC)

Repasses para cunhada de vereador

Vereador Izaquel de Souza Diniz, conhecido como “Gabriel Auto Car”. (Alicce Rodrigues, Jornal Midiamax)

O Gecoc também apontou indício de repasses mensais da Prefeitura Municipal de Sidrolândia para o vereador Izaquel de Souza Diniz, vulgo “Gabriel Auto Car” (PATRIOTA). O parlamentar foi um dos 28 alvos de busca e apreensão da terceira fase da Operação Tromper, em 3 de abril.

Em 1º de agosto de 2022, Tiago Basso envia mensagens para Claudinho Serra, então secretário de Fazenda, informando que teria assuntos para tratar sobre o vereador “Gabriel”. 

Troca de mensagens entre Claudinho Serra e Tiago Basso sobre vereador de Sidrolândia. (Reprodução, PIC)

Em 9 de agosto, oito dias depois, Tiago Basso conversa com um contato nomeado como “Vereador Gabriel”, identificado como o parlamentar Izaquel Diniz. Ele envia foto de uma cartão bancário pertencente à cunhada, casada com o irmão do vereador, para o repasse de valores. Segundo o MPMS, essa seria uma estratégia para ocultar os repasses mensais. 

Na sequência, em 11 de agosto, o vereador enviou outra foto de cartão bancário da cunhada, mas desta vez pertencente a outro banco para fazer o envio de dinheiro. Nesse episódio, ele pede que Tiago agilize o pagamento. 

(Reprodução, PIC)
(Reprodução, PIC)

Portanto, prints das mensagens entre os dois mostram que o parlamentar nos dias 16 e 25 do mesmo mês teria cobrado Basso sobre o pagamento. 

O servidor respondeu que estava para ser concretizado. O vereador responde com uma figurinha com a foto dele com a prefeita Vanda Camilo em que dois aparecem fazendo um “joinha”. 

(Reprodução, PIC)
(Reprodução, PIC)
(Reprodução, PIC)

O inquérito mostra que as interações entre Tiago Basso e Izaquel Diniz continuaram, salvo exceções, sempre nos últimos dias de cada mês, “reforçando a tese de transferência de valores mensais ao integrante do Legislativo municipal”. 

O Midiamax entrou em contato com o vereador para falar sobre o assunto, mas até o momento da publicação não obteve resposta. O espaço segue aberto para manifestações.

(Reprodução, PIC)

Comissão Processante em Sidrolândia

Vereadores durante sessão ordinária em que seria apresentado requerimento de comissão processante. (Alicce Rodrigues, Jornal Midiamax)

Assim, os escândalos de corrupção envolvendo a Prefeitura de Sidrolândia levou a Câmara a receber um requerimento de comissão processante contra a prefeita Vanda Camilo. O documento foi protocolado na sessão ordinária, da última terça-feira (16). 

O Midiamax esteve na Casa de Leis e conversou com os dois vereadores mencionados nas investigações do Gecoc sobre o que achavam sobre a comissão processante. 

Presidente da Casa, vereador Otacir, o Gringo (PP), disse antes do início da sessão que ficou sabendo que o pedido será protocolado após ver o assunto nas redes sociais. “Não foi nem formalizado ainda. Temos que analisar com muita cautela. Não tem nada concreto em relação à prefeita”, comentou antes da sessão.

Saiba mais: VÍDEO: Citados em investigação, vereadores questionam comissão processante contra Vanda Camilo

Apesar de ser citado, Gabriel Auto Car ironizou o pedido de abertura de investigação na Casa de Leis contra a prefeita. “Não estou nem sabendo ainda. Vai ter? Misericórdia”, disse.

Questionado se votaria contra ou a favor da abertura da comissão, o vereador disse. “Depende. Tudo depende. Eu não estou nem sabendo. Por quê? Por qual motivo vai abrir?”, respondeu.

Fale com o Midiamax

Tem alguma denúncia, flagrante, reclamação ou sugestão de pauta para o Jornal Midiamax? Envie direto para nossos jornalistas pelo WhatsApp (67) 99207-4330. O anonimato é garantido por lei.

Acompanhe nossas atualizações no Facebook, Instagram e Tiktok.