O Governo de Mato Grosso do Sul, por meio da SAD (Secretaria de Estado de Administração), publicou o prosseguimento da licitação para compra de novos caminhões com autoescada. O Corpo de Bombeiros do Estado utilizará as viaturas.

Segundo a publicação da edição extra do DOE (Diário Oficial do Estado), desta quinta-feira (29), as empresas foram convocadas para prosseguimento em 5 de março, às 14h30.

A licitação foi aberta em 2021 para aquisição de viaturas tipo autobomba e salvamento com plataforma aérea. Contudo, acabou passando por adiamento e impugnações ao longo dos anos.

O processo licitatório foi aberto após a Magirus. O alcance vertical deve ser de 60 metros e outro de 28 metros. Conforme o edital, os veículos devem ser zero quilômetro e o modelo de correntes ou superior.

São dois lotes na licitação, sendo que cada um possui dois itens. Além dos caminhões, é prevista adaptação para o veículo.

Empresas interessadas na licitação

Além de fornecer os caminhões, a empresa contratada deverá indicar a empresa responsável pela assistência técnica do equipamento, representante da fabricante, devidamente instalada no Brasil.

Então, ficará responsável por treinar três militares na sede da fábrica, com tradutor a disposição. Também é previsto treinamento/capacitação aos Militares designados pelo Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Mato Grosso do Sul, nas instalações do CBM-MS.

Na capacitação, é prevista a participação de 15 militares e a duração deverá ter ao menos 30 minutos.

Pagamento

Após 30 dias da assinatura do contrato, o Governo do Estado fará pagamento de 40% do valor total. Contudo, vale lembrar que o edital não prevê o preço máximo dos equipamentos.

Assim, outros 40% serão entregues em até 30 dias após a visita de treinamento na sede da fábrica. Por fim, 20% serão pagos em até 30 dias após os veículos serem licenciados em nome do Corpo de Bombeiros.

Equipamentos de MS

Atualmente, MS conta com uma viatura de autoescada, apelidada de Magirus. O equipamento tem escada de 42 metros.

Antes, o Estado tinha apenas um caminhão de autoescada. A altura máxima era de 30 metros.