Nesta semana, o ex-chefe de gabinete da Prefeitura de Ivinhema foi condenado por tentativa de homicídio qualificada. O crime aconteceu em dezembro de 2022, quando o autor perseguiu a vítima pela cidade, que fica a 291 quilômetros de Campo Grande, e fez vários disparos em um posto de combustível.

O júri aconteceu na última quinta-feira (22). Segundo o (Ministério Público de Mato Grosso do Sul), o réu foi condenado a 5 anos de reclusão, em regime inicial semiaberto.

Naquele dia 22 de dezembro de 2022, o público estava em uma caminhonete quando começou a perseguir a vítima, que estava em um carro. A perseguição aconteceu por várias ruas da cidade.

Em determinado momento, o acusado colidiu a contra o carro do motorista, já em um posto de combustível. Depois, passou a fazer os disparos.

Ao todo, o réu atirou 8 vezes com uma pistola 9mm, mas não atingiu a vítima. O crime acabou filmado pelas câmeras de segurança e denunciado.

A princípio, a vítima seria o atual namorado da ex do então servidor público.