Começa nesta semana a série de reportagens ‘Raio X: Diárias das Câmaras do interior de Mato Grosso do Sul’. Levantamento do Jornal Midiamax analisou o pagamento de diárias de Casas de Leis com nove vereadores, o mínimo de acordo com a Constituição.

O número de vereadores é estabelecido por norma, conforme a população residente dos municípios. Então, cidades com menos de 15 mil habitantes têm nove parlamentares nas Casas de Leis.

Assim, vale ressaltar que o levantamento utilizou como base os valores disponibilizados pelas Câmaras Municipais pelo Portal da Transparência. A Lei Complementar nº 101, de 4 de maio de 2000, estabelece a disponibilização para qualquer cidadão das finanças públicas de órgãos — como as Câmaras Municipais.

Contudo, sete Casas de Leis não possuem os valores disponibilizados. Assim, a reportagem encontrou as mais diversas situações.

Os portais de transparência das Câmaras de Vicentina, Inocência, Paranhos e Jaraguari, reportaram erro. Enquanto no Portal da Casa de Leis de Rochedo a página de diárias de 2022 está sem dados cadastrados. Além disso, a Câmara de Douradina sequer possui site.

O Jornal Midiamax entrou em contato com as Câmaras citadas por e-mail e ligação, devidamente documentados. No entanto, não houve retorno até a publicação da série. O espaço segue aberto.

Foram duas semanas de apuração dos dados, com levantamento nos portais da transparência de 31 Câmaras do interior de Mato Grosso do Sul. Além disso, a análise de dados durou quatro dias que, por fim, fundamentaram quatro reportagens que dão vida à série ‘Raio X: Diárias das Câmaras do interior de Mato Grosso do Sul’.