A procuradoria Jurídica do município de São Gabriel do Oeste, distante 137 quilômetros de Campo Grande, determinou o afastamento cautelar da presidente da Funsaúde (Fundação Regional de Saúde), Michele Alves Pauperio, por investigações de irregularidades no hospital da cidade.

A decisão consta em edição extra do Diário Oficial da (Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul) desta terça-feira (10). O decreto foi assinado pelo prefeito Jeferson Luiz Tomazoni (PSDB), com vigência de 60 dias, podendo ser prorrogado por igual período.

A deliberação é para que a líder da Fundação “não venha a influir na apuração da irregularidade”, conforme aponta o texto. “A servidora afastada deverá permanecer à disposição da Comissão de Sindicância no período acima consignado, e deverá indicar endereço, telefone e outros meios de contato suficientes para que possa ser encontrada”, completa.

No último dia 5 de setembro, vereadores da Municipal de São Gabriel do Oeste, instauraram uma CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) para investigar o hospital municipal, gerido pela Funsaúde.

A CPI foi instaurada com base em um relatório do Conselho Municipal de Saúde, que apontava irregularidades na gestão do hospital.