A Prefeitura de Campo Grande publicou a abertura de uma licitação de R$ 25,8 milhões para contratar uma empresa e implantar lâmpadas de LED em avenidas e parques de Campo Grande. A informação consta no Diogrande desta sexta-feira (14).

Segundo o Portal da Transparência, o objetivo do município é contratar uma empresa especializada para implantação de luminária pública LED solar com fornecimento de materiais.

O lote I que deve custar R$5.771.867,40 vai atender as avenidas João Arinos, Rita Vieira de Andrade e Interlagos. O segundo, no valor de R$ 7.402.627,08 é voltado para as avenidas Lúdio Coelho, Nasri Siufi e Duque de Caxias.

Ainda conforme o Portal da Transparência, o terceiro, custando R$ 5.635.970,76, corresponde as avenidas José Barbosa Rodrigues e Amaro Castro Lima. Por fim, o quarto e último lote, no valor de R$ 7.074.210,20 é voltado para os parques, sendo o Ayrton Senna, Jacques da Luz, Parque Ecológico do Sóter e Poliesportivo da Vila Nasser.

O valor total máximo aceitável pela Prefeitura da Capital é de R$ 25.884.675,44. Os interessados devem encaminhar a documentação às 9h do dia 16 de agosto de 2023, na sala de reuniões da Secretaria-Executiva de Compras Governamentais, situada na Avenida Afonso Pena, nº 3.297, Paço Municipal, Térreo, em Campo Grande.

Prazo para troca

A substituição de 100% das lâmpadas incandescentes por lâmpadas de LED deve ficar para o fim deste ano, informou a prefeitura de Campo Grande. O prazo foi estendido mais uma vez.

Conforme divulgado pelo Jornal Midiamax, em setembro de 2022, o prazo final para a troca das lâmpadas era em agosto, contudo, devido ao atraso nas compras dos itens, o período foi estendido para dezembro do mesmo ano, porém não foi concluído.

Questionada sobre o novo prazo, a Sisep (Secretaria Municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos) esclareceu que a previsão é que o projeto seja concluído até o fim do ano, mas não informou se existe uma data específica para a conclusão.

Ainda segundo a secretaria, até o momento, foi realizada 80% da troca das lâmpadas incandescentes por lâmpadas de led na Capital.

“O atraso se deu por conta de entraves de processos licitatórios, mas a previsão é de que a rede atinja 100% até o final deste ano”, destacou a pasta.

Em janeiro deste ano, a prefeitura informou que mais de 70% da iluminação pública de Campo Grande havia sido substituída por lâmpadas de LED.

“Estão em processo de licitação mais de 20 mil lâmpadas, das quais 5 mil chegam a Campo Grande nos próximos dias”, informava a nota enviada ao Jornal Midiamax.

Contudo, passados seis meses, o projeto avançou apenas 10%. Além disso, diversos pontos da Capital seguem sem ao menos um poste de iluminação que funcione.

Em maio, o Jornal Midiamax noticiou o drama vivido por moradores da rua Nicomédes Vieira de Rezende, no bairro Vilas Boas. Há mais de um ano, a população sofre com a insegurança gerada pela falta da iluminação pública, além de pagar pela luz inexistente.

Promessa antiga

A substituição das lâmpadas incandescentes por lâmpadas de LED é anunciada pela prefeitura de Campo Grande desde 2017.

Dados do estudo de viabilidade técnico-econômica feito pela Divisão de Iluminação Pública apontam que o gasto médio com energia elétrica por luminária, onde já houve substituição, cai 42,72%, de R$ 28,86 para R$ 16,53, por lâmpada.

Ou seja, a despesa com manutenção resultaria em uma redução de 65,97%, caindo de R$ 14,05 para R$ 4,78, segundo dados da Prefeitura de Campo Grande.

A economia é possível porque enquanto uma lâmpada a vapor de sódio funciona de 15 a 30 mil horas, precisando ser substituída aproximadamente quatro anos após ser instalada, as de LED podem durar até 50 mil horas, ou que corresponde a 12 anos de vida útil.

Como solicitar troca de lâmpadas?

Para solicitar a troca de lâmpadas o morador precisa entrar em contato com a central de denúncias da Prefeitura Municipal, no 156, e relatar o problema que está enfrentando com a iluminação pública.

Posteriormente, será gerado um cadastro com o CPF (Cadastro de Pessoa Física) do morador e o endereço (com nome da rua, CEP e número) de onde o requerente quer que seja feita a troca de lâmpadas.

Após o cadastro do morador e informado o endereço de onde está localizado o poste com defeito, o atendente informará o protocolo de atendimento contendo 10 caracteres numéricos.

Conforme a Sisep, a manutenção é feita dependendo exclusivamente da equipe da região do bairro solicitado. Por conta disso, no prazo em que achar melhor, a pessoa deverá entrar em contato diretamente com a Ouvidoria no telefone 3314-4639. O funcionário que atender solicitará o protocolo de 10 números da ordem de serviço para verificar o andamento da solicitação.

Moradores também podem solicitar reparos pelo site “Fala Campo Grande”, clicando aqui, e verificar o procedimento acessando o cadastro feito através do CPF no 156.