Técnicos do Fonplata (Fundo Financeiro para Desenvolvimento da Bacia do Plata) estão em Dourados para conhecer as obras que serão financiadas pelo banco internacional na maior cidade do interior de Mato Grosso do Sul.

O contrato, assinado pelo prefeito Alan Guedes em outubro do ano passado, prevê crédito de US$ 40 milhões para obras de infraestrutura e modernização do município. Além desse valor, o contrato prevê contrapartida da Prefeitura de mais US$ 10 milhões.

Segundo informações da administração municipal na cotação atual, o total a ser investido em Dourados, começando já nos próximos meses, é de aproximadamente R$ 260 milhões. A visita é denominada “Missão de Arranque”.

Na missão enviada pelo Fonplata está o responsável pelo projeto, Aderbal Curvelo, acompanhado da analista de operações, Ana Tonello, e o especialista sócio-ambiental, André Sampaio. Os técnicos desembarcaram em Dourados nesta segunda-feira (3).

No roteiro de visitas estão pontos da cidade com obras planejadas com recursos do projeto e que estão inseridos no Programa “Desenvolve Dourados”, que além de recursos do Completa, contam também com recursos federais, do Governo do Estado e contrapartida do município, totalizando mais de R$ 500 milhões em investimentos.

“Nossa equipe está trabalhando nas licitações para que as obras aconteçam dentro do prazo esperado. Essa visita é importante para que os técnicos do Fonplata entendam a importância dessas obras para a cidade em todos os aspectos”, disse o prefeito Alan Guedes. Ele acompanhou a visita ao Centro Social Rural de Vila São Pedro, que será revitalizado.

No cronograma de visitação da equipe do Fonplata estão o CAM (Centro Administrativo Municipal), Teatro Municipal e Parque dos Ipês e a Usina Velha e a construção e urbanização da Praça de Educação de Trânsito, no espaço anexo à sede da Guarda Municipal de Dourados e ao Imam. 

Acompanhados pelos secretários Romualdo Diniz Salgado Junior, de Planejamento, Luís Gustavo Casarin, de Obras Públicas, o assessor especial Everson Leite Cordeiro e Lauro Maymone Coelho Netto, coordenador-geral da UGP (Unidade de Gerenciamento de Processo), a equipe da Fonplata passou pelas avenidas Joaquim Teixeira Alves, Weimar Gonçalves Torres e Presidente Vargas, que passarão por requalificação e pontos por onde será construída a Via Parque Água Boa.

Essas e outras obras estão previstas para os próximos cinco anos. “Estamos com o processo de licitação pronto para uma das vias parques que deve começar nos próximos meses. O mesmo deve acontecer no Teatro Municipal e o Centro de Atendimento ao Cidadão, que será construído na rua Cuiabá. Além disso, as vias centrais estão com os projetos executivos sendo finalizados”, explica Luis Gustavo Casarin.

Ainda segundo a prefeitura, nesta terça (4), a equipe do Fonplata aumenta com a chegada da chefe de Gestão Financeira e Aquisições, Maria Calvino, e o especialista em aquisições, Brando Ponti. Na programação, reuniões no CAM com a equipe da UGP, responsável por acompanhar as obras.