A modernização no sistema de comunicação e tecnologia da Prefeitura de Dourados, um dos pilares do programa Desenvolve Dourados, vai conectar todos os prédios públicos municipais. A Rede Metropolitana de Fibra Óptica, deve estar concluída em dezembro

Segundo informações da prefeitura, o projeto vai conectar as unidades espalhadas pela área urbana e de Vila Vargas com a central de dados, no Centro Administrativo Municipal (CAM), otimizando e ampliando serviços aos cidadãos.

A proposta de infovia foi retomada em 2021, no início da atual Gestão e vai interligar escolas municipais, Unidades Básicas de Saúde e prédios administrativos. O investimento, de mais de R$ 4 milhões, é fruto de convênio com o Governo Federal, através do Ministério das Comunicações, com contrapartida do Município. 

“Isso tudo faz parte do nosso compromisso em modernizar a gestão, buscando eficiência e reduzindo despesas. Investir em tecnologia, é investir no trabalho público e numa prestação de serviço com mais qualidade para os douradenses”, disse o prefeito Alan Guedes.

Atualmente, o banco de dados e os novos servidores são interligados aos prédios públicos através de uma rede de rádios. Assim, cada um desses prédios tem a própria rede de internet, o que dificulta maior interação de serviços. 

De acordo com o analista de sistemas Cleison Marin, diretor de TI (Tecnologia da Informação), a rede de fibra óptica vai acabar com esse “isolamento” dos setores.

“A nova rede prevê conectividade com velocidade de 1 Gbps, o que significa 100 vezes mais rápido do que a conexão atual. Além disso teremos integração total do sistema dos postos de saúde, escolas municipais e prédios administrativos”, explica.

Dos mais de 200 prédios públicos, 137 vão estar integrados. “Além da área urbana, chegamos também em Vila Vargas. Na segunda fase, vamos integrar também os demais distritos de Dourados, expandir e agregar serviços através desta infovia, como telefonia digital, vídeo monitoramento e outros”, completa Marin.

Saiba Mais