Ocorre nesta quarta-feira (26) audiência pública que irá discutir a relicitação da ferrovia Malha Oeste, que corta e São Paulo, com previsão de investimentos em torno de R$ 18 bilhões. A reunião foi confirmada em março deste ano e ocorrerá em .

Uma segunda audiência pública está programada para o dia 3 de maio, em Brasília, na sede da ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres).

De acordo com a agência, o credenciamento ocorre a partir das 13 horas da quarta e possui capacidade de 150 lugares. A discussão ocorre das 14h às 18h.

O objetivo é colher sugestões e contribuições às minutas de edital e contrato e aprimoramento dos estudos de viabilidade técnica, econômica e ambiental em relação à Malha Oeste.

A previsão de investimento é de cerca de R$ 18 bilhões, previstos, exclusivamente, para o atendimento da demanda e ao longo dos anos de concessão, com destaque para modernização da via permanente da linha tronco.

A relicitação traz novas propostas de modernização para a Malha Oeste. Confira algumas:

  • Modernização, ampliação e construção dos pátios de cruzamento;
  • Sinalização e CCO, que visam permitir a comunicação por satélite entre o CCO e os equipamentos de bordo;
  • Investimento em oficinas, instalações e aquisições de equipamentos de via;
  • Minimização de conflitos urbanos, através da instalação de 21 intervenções integrada simples, 43 intervenções de integrada completa e 1 contorno ferroviário;
  • Melhoramento da frota, através da renovação e aquisição de novos veículos para que a empresa possa garantir a eficiência das operações.

A Malha Oeste tem 1.973 quilômetros de extensão saindo de Corumbá, em Mato Grosso do Sul, até Mairinque, em São Paulo. Era controlada pela Rumo Malha Oeste, que também detém as concessões das Malhas Paulista, Norte, Central e Sul. Em julho de 2020, a Rumo protocolou, junto à , pedido de adesão ao processo de relicitação.

Conforme cronograma da ANTT, o processo está em fase de estudos. No terceiro trimestre deste ano está prevista a publicação do edital e no quarto trimestre, acontece o leilão. A empresa vencedora do processo de relicitação assina contrato no início do próximo ano.