Política / Transparência

Promotoria de Campo Grande eliminará documentos armazenados há 15 anos

Lista inclui atos do PGJ, documentos administrativos e correspondências

Danúbia Burema Publicado em 09/04/2021, às 07h58

None
Sede da 22ª Promotoria de Justiça fica ao lado do Fórum de Campo Grande - Arquivo/Midiamax

A 22 ª Promotoria de Justiça de Campo Grande eliminará documentos com data inicial de 2006. Os arquivos já cumpriram prazo legal de guarda e serão descartados, conforme publicado na edição do Diário Oficial do MPMS (Ministério Público de MS) desta sexta-feira (9). 

Conforme a publicação, a lista de descarte contém atos do PGJ (Procurador-Geral de Justiça) do Corregedor-Geral, dentre outros, armazenados desde 2006, como resoluções, portarias e editais.

Também serão excluídos documentos administrativos, como correspondências recebidas de 2010 a 2018. 

Partes interessadas que tiverem alguma objeção ao descarte, ou interesse em obter cópia, deverão manifestar-se por escrito no prazo de cinco dias após a publicação. 

Jornal Midiamax