Política / Transparência

Prefeitura rescinde contrato e reforma do Horto Florestal será relicitada

Empresa não recebeu nenhum valor, já que nem iniciou obras

Adriel Mattos e Mayara Bueno Publicado em 20/05/2021, às 15h38

None
Foto: Divulgação/PMCG

A prefeitura da Capital rescindiu o contrato com a empresa MDP Construção Civil para a reforma do Parque Florestal Antônio de Albuquerque, conhecido popularmente como Horto Florestal. O extrato foi publicado na edição desta quinta-feira (20) do Diogrande (Diário Oficial de Campo Grande).

O rompimento foi de comum acordo. A MDP havia sido contratada em julho de 2020 por R$ 282,9 mil para executar reforma dos prédios da administração e da biblioteca, além das guaritas, banheiros, pintura, pisos e telhados. 

A construtora havia superado duas concorrentes durante o processo licitatório. Segundo a Sisep (Secretaria Municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos), a obra nem chegou a ser iniciada e, portanto, será relicitada.

Como a MDP não prestou nenhum serviço, não tem direito a receber qualquer valor.

Jornal Midiamax