A Prefeitura de Campo Grande remanejou R$ 41.809.000,00 em recursos públicos. As suplementações orçamentárias, que estão no Diogrande (Diário Oficial de Campo Grande) desta quarta-feira (31), foram divididas em três decretos diferentes, portanto, cada quantia, cuja destinação foi modificada, tem um objetivo diferente.

Uma das verbas suplementadas é de R$ 44 mil que será destinada às despesas de precatórios, já R$ 1,7 milhão vai para Servimed, Funsat (Fundação Social do Trabalho) e Segov (Secretaria de Governo). O terceiro e maior valor remanejado nesta quarta é de R$ 40 milhões e será destinado, segundo o decreto, para despesas e encargos sociais e previdenciários do FMS (Fundo Municipal de Saúde).

A suplementação, termo usado pela administração pública, basicamente, é quando um recurso é retirado de uma determinada área para aplicação em outra, ainda dentro do Poder Público, neste caso, da Prefeitura de Campo Grande.