A 2ª Promotoria de Justiça de expediu recomendação para que o município de Bonito atue com transparência no processo de ção contra a . Pedido de envio de informação e orientações foram publicadas na edição desta quinta-feira (27) do Diário Oficial do MPMS (Ministério Público de ).

Dentre elas, que sejam adotadas “as medidas necessárias para fiel cumprimento da ordem de prioridade da vacinação” e “exigidas documentações hábeis para fim de comprovação de cada condição”. A medida está prevista em informe técnico da Campanha Nacional de Vacinação.

De acordo com a recomendação, assinada pelo promotor de Justiça Alexandre Estuqui Júnior, as unidades de vacinação deverão estar preparadas para registro diário obrigatório das vacinas já aplicadas no sistema do Ministério da Saúde.

Foi solicitada análise da viabilidade de divulgação dos grupos já vacinados, mesmo que preservando as identidades. O procedimento, com as demais recomendações, pode ser conferido nas páginas 107 a 109 do diário.